Ser Diferente é Normal

Por Gabrielle Brandão, ambientalista

… É incrível como o mundo contemporâneo bate na tecla do “Ser diferente é normal”, mas duvido que saibam responder com propriedade o que é ser diferente e o que é ser normal…

… Eu creio que ser é ser…  Somos, ou melhor, devemos é ser humanos… … …

… Porém a sociedade em si, como humanidade, não aceita as diferenças, afinal, alguém desenhou um “padrão” de “o que ser”, e somos quase que obrigados a seguir um padrão ético, moral e de “boas maneiras”, antiquado se comparado a sabedoria e entendimento cultural no hoje, padrão ultrapassado no qual se, não estivermos dentro dele, somos discriminados e estigmatizados…

… É uma luta mostrar o quanto ser diferente é necessário, não por ser algo bom ou bonitinho, mas por ser natural e vital, para a criação de diferentes consciências, diferentes ideais e principalmente, diferentes identidades e personalidades.

Ser especial é uma demonstração de que o diferente é normal, é espetacular e que pode nos ensinar lições incríveis: De coragem, superação e principalmente força.

Os que chamamos de especiais, podem até ter limitações em alguns aspectos, porém são recompensados pelo aguçar de outro sentido, pelo aumento de concentração, pelo enriquecimento de um potencial em outras atividades…

… E por falar em potencial, deixo aqui um apelo pelo desenvolvimento de atividades que busquem a inserção de todos, no social, no esportivo, no cultural, e no profissional… Tenho certeza de que seremos surpreendidos…

… Desejo aos especiais, força por serem tão especiais,

… Agradeço pelos exemplos de inteligencia e sensíbilidade, e pelo exemplo de coragem e superação, que nós, ditos “normais” usamos como impulso para continuar nossas lutas.

Compartilhe