Secretário de Obras é terceiro a ser sabatinado por vereadores

Dando prosseguimento às sabatinas dos secretários da gestão Kiko Teixeira, o convocado da última Sessão na Câmara foi o responsável pela pasta de Obras, Taka Yamauchi. A autoridade foi questionada por diversos assuntos pertinentes à Secretaria e criticou algumas ações do governo anterior.

Amigão D’orto (PTC) e Taka, secretario de obras entraram em conflito

O primeiro a pedir a palavra foi Edmar Oldani (PV), que questionou o responsável pela retirada dos entulhos e demais objetos da malsucedida obra do teleférico e o porquê do cancelamento do contrato. “O encerramento do contrato foi por questão técnica e não política ou outro motivo”, disse Yamauchi, que ainda pontuou que foram retirados do local cerca de três toneladas de ferro e 20 de entulho.

As críticas à gestão passada se deram quando o Secretário foi questionado sobre o portal da cidade, situado na avenida Kaethe Richers e sobre as obras da UBS (Unidade Básica de Saúde) da Quarta Divisão – ambas estavam paradas. “As duas obras pararam por falta de gerência dos antecessores. No caso do portal, ele não está atrasado, nós só o readequamos ao nosso novo prazo. Ele está 99% pronto.” Taka disse o mesmo acerca da UBS do Jardim Valentina por Rubão (PSD) e completou: “Faltava ainda projetos elétrico e hidráulico e a matrícula do imóvel, mas em até 30 dias as obras recomeçam.”

Anselmo Martins (PR) foi além e criticou o responsável pela pasta, alegando que “apenas três licitações em dez meses de mandato é muito pouco”, no que foi respondido por Yamauchi: “Considerando que essas licitações consomem quase toda a verba da secretaria, não acho que seja ‘muito pouco’.” Durante as perguntas de Amigão D’Orto (PTC), houve um entrevero entre o edil e o Secretário, que não respondeu a tais questionamentos. O fato resultou em requerimento protocolado pelo vereador solicitando a exoneração de Taka Yamauchi, que foi aceito pela Casa.

Compartilhe