Se funciona, por que não usar?

Se temos uma entidade com Know-How, conhecida e apta a prestar o serviço, porque não estabelecer uma parceria?

Se funciona, por que não usar?

Esta semana, um dos colaboradores do Jornal Mais Notícias teve oportunidade de fazer uso dos serviços de Saúde da região, a AME de Santo André para fazer um exame mais detalhado chamado Nasolaringoscopia.

Lá, segundo relatou, se surpreendeu com a qualidade e a agilidade do serviço, prestado com atraso mínimo e com resultado emitido na hora, sem tradicionais burocracias de serviços similiares, além de contar com estacionamento gratuito e uma aconchegante lanchonete integrada ao complexo. Ao procurar saber quem era responsável pela administração, soube que estava a cargo da Fundação do ABC, entidade mantenedora da Faculdade de Medicina do ABC, complexo educacional que fica ao lado da Fundação Santo André, criada em 1967 e uma fundação sem fins lucrativos instituída por Santo André, São Bernardo e São Caetano do Sul.

Pois bem, temos uma OSS (Organização Social de Saúde) que funcionam, ao contrário do que foi visto em Ribeirão Pires com Illuminatus, Cemed e Osspub, três empresas que deixaram mais cicatrizes do que soluções na Saúde do município, hoje tocada pela Prefeitura.

A Fundação do ABC, pelo contrário, até mesmo pelo nome que tem a zelar, mostra que entende bem do assunto, tendo serviços em diversos hospitais públicos alvos de elogios, como o Marcia Braido, voltado ao público infantil, Municipal de São Caetano, Mario Covas e a própria AME já citada, entre outros.

Ora, se temos uma entidade com Know-How, conhecida e apta a prestar o serviço, porque não estabelecer uma parceria? Porque não tentar trazê-la para ao menos prestar consultoria afim de melhorar a Saúde de Ribeirão Pires? São perguntas que nosso colaborador fez e que também nos fazemos. Saúde é dever do Estado, compromisso com o cidadão e não instrumento político. Por isso, mesmo que esta parceria não seja firmada com a Fundação do ABC, que seja com um órgão sério e respeitável, como a Santa Marcelina, a Faculdade de Medicina de São Paulo ou o São Camilo, órgãos que já comprovaram sua eficácia e qualidade de trabalho. Nossa saúde agradece.

Compartilhe