Saulo rebate ofensas recebidas em rede social

SauloEm uma popular rede social da Internet, há uma comunidade cujo objetivo é discutir problemas da cidade em que vez, por outra, aparecem algumas acusações e reclamações da cidade.

Entretanto, muitas delas perdem a credibilidade por estarem sendo feitas por pessoas que se utilizam de fraude para postar suas opiniões, o que no mundo virtual, também são chamados de perfis “fakes” (falsos em português), operados por pessoas que ocultam suas verdadeiras identidades – o que é uma meia-verdade, já que um inquérito aberto pela Delegacia de Crimes Virtuais pode identificá-los sem mais dificuldades, uma vez que as empresas que hospedam tais sites são obrigadas a manter um banco de dados com endereço virtual (IP) de origem, data e hora das conexões de cada postagem efetuada.

Esta semana, um destes perfis fez acusações ofensivas ao prefeito envolvendo sua esposa e filhos, o que causou sua revolta. Como resultado, ele resolveu expor sua opinião, se defendendo: “não posso me manter inerte, tampouco permitir que a dita ‘liberdade de expressão’, tão defendida pelos criadores deste grupo, atinja a honra de pessoas inocentes, no caso, da minha família esposa e filhos. Em toda a minha vida pública, sempre me mantive discreto com relação a minha vida particular, minha família e, principalmente, sempre procurei resguardar minha esposa e filhos (…) acredito fielmente que a família é o maior bem que um homem possui e, assim sendo, não posso me calar”, iniciou, ressaltando que jamais se manifestou “enquanto as manifestações postadas neste espaço foram de cunho político e administrativo”.

Ele prosseguiu lamentando pelos “filhos e esposa serem submetidos a este tipo de constrangimento, serem alvos de tamanha maldade, estarem sujeitos a este tipo de ato do mais baixo nível”, ressaltando que estava se “manifestando (…) como homem, pai de família, que vê o seu bem mais precioso ser atingido”.

A postagem recebeu diversos comentários, a maioria questionando a Administração. O prefeito não informou se irá tomar providências legais contra o autor do texto.

Compartilhe