Ribeirão Pires sofre com ruas esburacadas

O simples ato de sair de casa ou transitar pela cidade se torna, a cada dia, uma tarefa mais difícil.  Os buracos estão por toda a parte. Diante da situação o jornal Mais Notícias foi às ruas para saber a opinião dos munícipes.

Buraco na Rua Gustavo Fagundes de Lima dificulta passagem de veículos e oferece perigo para pedestres

A primeira visita foi à rodoviária da cidade, que foi inaugurada em maio de 2009. “Uso a condução todos os dias para trabalhar e desde que a nova rodoviária foi inaugurada os passageiros sofrem com os buracos. Toda a vez que o ônibus passa pela saída da estação, eu sinto como se levasse um tranco, na verdade outras pessoas também sentem o mesmo”, desabafa a lojista Vera Lúcia.

Para a construção da obra foram gastos R$ 5,1 milhões de recursos estaduais e R$ 1,3 milhão do Tesouro Municipal. O grande projeto depois de pronto, ainda apresenta alguns problemas em sua estrutura. No ano passado, o Jornal Mais Notícias relatou os problemas de afundamento do solo e, posteriormente, foram realizadas intervenções, mas os problemas persistem.

A redação seguiu para mais destinos. Na Rua Candido Mota “os buracos no começo da rua só fazem aumentar, chuvas e grande movimento de carros contribuem. Nesta semana um pedreiro que está trabalhando na casa ao lado colocou um pouco de terra nos buracos para amenizar a situação”, explica a moradora Conceição Ferreira.

A próxima parada foi na Rua Presidente Bernardes: “Tentaram arrumar esse buraco umas cinco vezes, todas às vezes sem sucesso. As pessoas que passam na rua podem ver a situação grave do buraco, com as chuvas a boca de lobo transborda água de esgoto, parece até um chafariz. Como meu comércio é bem ao lado, sofro também com o mau cheiro. Vamos torcer para que a nova gestão consiga fazer algo e dar andamento nos projetos de melhoria na cidade”, desabafa Rodrigo Rodrigues.

A última visita foi na Rua Gustavo Fagundes de Lima, neste caso o buraco fica nos arredores da escola Municipal Carlos Rohn. “O buraco apareceu em novembro, logo seu tamanho foi aumentando. No mês de dezembro alguns funcionários da SABESP apareceram e fizeram um novo buraco ao lado do que já tinha. Canos de sucção foram colocados no novo buraco, ao terminar o trabalho recolheram e foram embora. Ao perguntar sobre quando seria tapado o buraco, o funcionário respondeu que dependia da nova gestão. Penso nas crianças na volta às aulas, é um perigo”, explica um morador, que pediu para não ser identificado.

Muitos moradores e comerciantes por medo de represália optaram por não falar ou para não ser identificado. Sem dúvidas as pessoas que foram ouvidas têm algo em comum, todas buscam a solução do problema.

Respostas – De acordo com a Secretaria de Infraestrutura Urbana, hoje quinta-feira, dia 24, terá início a operação tapa buraco no município, que deve contemplar as principais vias, seguindo cronograma de ação.

Compartilhe