PSD não é vice na chapa petista

Apesar da definição do PSD em apoiar a base de sustentação da pré-campanha petista, a posição de vice na chapa não foi confirmada. Ao final do encontro que formalizou a união, tanto Maria Inês (PT) quanto o vereador de São Paulo, José Police Neto (PSD), reafirmaram que a decisão sobre a indicação ficará para outro momento. Os novos aliados destacaram que a decisão se dará de forma democrática após ouvir a os demais “companheiros” da base.

Segundo Maria Inês, a decisão será tomada nos próximos 15 dias

Maria Inês explicou: “Agora todos os partidos vão contribuir com a discussão. Somos um grupo unido e não quero que nenhum partido do arco se sinta desprivilegiado. É o grupo que indicará quem será o vice”.

Segundo Maria Inês, a decisão será tomada nos próximos 15 dias.

Police Neto foi questionado sobre a possibilidade de uma debandada em massa do PSD, já que os filiados e pré-candidatos da sigla estavam alinhados com a corrida eleitoral do pré-candidato Saulo Benevides (PMDB). Netinho, otimista, foi direto ao responder: “Acho que o partido virá inteiro conosco, não tememos a debandada”. Para ele, a decisão de esvaziar o partido é inconsequente. “Não se faz ameaça quando não se entende o risco pessoal”, disparou.

Compartilhe