Problemas na UPA pautam sessão da Câmara

A sessão da Câmara desta semana não foi marcada por qualquer projeto de lei relevante, já que o único item aprovado autorizava o Executivo a remanejar o orçamento para atender as necessidades de algumas secretarias. Apesar disso, a reunião rendeu uma séria discussão por conta do uso da tribuna. Os vereadores Gerson Constantino (PSD) e Saulo Benevides (PMDB) se pronunciaram.

Gerson foi duro nas críticas conta a Saúde

O presidente da Casa, Gerson, usou de um discurso inflamado para cobrar providências sobre a precariedade da Saúde. “Venho para alertar, não podemos nos calar referente aos problemas da UPA. Há tempos saiu um documento informando que a Saúde é Nota 10, o prédio é bonito, mas o atendimento é o mesmo, se não pior”, disparou.

Gerson contou o relato de uma jovem de 25 anos que faleceu por falta de atendimento adequado na nova UPA, em seguida criticou a Administração: “A impunidade está tomando conta da nossa Saúde. Falta pouco tempo para o fim do mandato, mas temos que tomar providências. Quem administra quer ganhar dinheiro e não cuidar das vidas”.

Saulo Benevides, que foi eleito o novo prefeito de Ribeirão Pires (2013-2016), cuja campanha foi pautada na Saúde, completou as críticas do companheiro de bancada. “Não é de agora que a Saúde está nessa situação. Este governo foi marcado por denúncias na Pasta”. Ele aproveitou para lembrar os parlamentares que estes também são responsáveis pelos problemas da cidade. “Nós tivemos a oportunidade de agir com a instalação de uma CEI (Comissão Especial de Inquérito), infelizmente perdemos a oportunidade porque esta Casa acreditou nesse governo”.

Compartilhe