Presidente do PSC declara apoio a Lair para as eleições de 2014

O presidente estadual do PSC (Partido Social Cristão), Gilberto Nascimento, esteve em Ribeirão Pires no último sábado para afirmar oficialmente seu apoio à pré-candidatura a deputada estadual da superintendente da Apraespi (Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com Deficiência), Lair Moura. “Já está mais do que na hora de Ribeirão Pires ter um deputado estadual que seja realmente comprometido com os interesses da cidade e Lair é essa pessoa”, justificou.

Presidente estadual do PSC, Gilberto Nascimento apoia Lair

Nascimento ressaltou a força de Lair nas Santas Casas e Apaes do Estado, setor no qual atua há mais de 45 anos. “O trabalho da Lair nas Apaes e na Apraespi é conhecido em todo País e eu tenho certeza que ela poderá fazer muito mais como deputada”. Ele destacou ainda o fato de Lair ser uma “tradicional seguidora dos valores da família cristã, assim como o nosso partido”.

Além de Nascimento, esteve no evento a vice-prefeita de Ribeirão Pires Leo Moura (PSC), mais uma a declarar apoio à possível candidatura de Lair. Ela elogiou o trabalho desenvolvido através da Associação como agente preventivo contra casos de deficiências na região do ABC.

A superintendente subiu ao palco e reafirmou seu compromisso com as Apaes e centros filantrópicos de reabilitação. “Eu, há tantos à frente da Apraespi, sei o quanto é difícil conseguir emendas com parlamentares, negociar com eles para que sejam encaminhados à votação os projetos de lei que a população precisa. Então tenho a convicção que a hora de as Apaes e Santas Casas terem representatividade na Assembleia é agora”.

Articulação – Já se ventila nos bastidores a possibilidade de Lair fechar uma dobradinha com um vereador da região, onde a superintendente sairia como candidata a deputada estadual e o vereador, a deputado federal. Um dos mais cotados para formar a aliança é Anderson Benevides (PMN), que recentemente afirmou pretender disputar uma vaga na Câmara Federal em 2014.

A segunda alternativa é formar uma parceria com um candidato do interior ligado ao setor de saúde pública filantrópica. “Meu critério para fechar qualquer tipo de parceria com algum político não é só ver se o candidato vai bem nas urnas. Apenas isso não basta, não faria sentido para uma pessoa com a minha história de vida”, afirmou. “É preciso que o candidato esteja realmente comprometido com as Santas Casas, com as Apaes, com a Apraespi, enfim, com todas essas instituições filantrópicas que fazem realmente a diferença na vida das famílias mais carentes, que são as que mais utilizam esses serviços”, destacou Lair, que além de superintendente da Apraespi também é provedora da Santa Casa de Batatais e tem ligação com diversas Apaes e unidades filantrópicas por todo o Estado de São Paulo.

Compartilhe