Prefeitura quer ampliar Zona Azul para coibir ação de flanelinhas

Em sessão ordinária relâmpago (durou menos de 10 minutos), os vereadores de Ribeirão Pires se reuniram para apreciar um interessante projeto de autoria do Executivo Municipal que trata da ampliação das áreas de estacionamento rotativo, conhecidas como Zona Azul. O projeto foi adiado por cinco sessões a pedido do vereador Edison Savietto, o Banha (PDT), que espera ter mais tempo para avaliar a necessidade e a abrangência das novas áreas.

Vereador Banha solicitou o adiamento da matéria por cinco sessões

Segundo o documento, a proposta objetiva incluir aproximadamente 200 novas vagas no sistema rotativo do Município.

O Secretário de Transporte e Trânsito, justificou a inclusão no sistema das ruas  Rua Padre Marcos Simone, lado par, no trecho compreendido entre a Rua Afonso Zampol até a Avenida Brasil; Rua Domingos Bevenuto, lado par em toda sua extensão; Rua   Batista   Lion,   de   ambos   os   lados,   em  todo o trecho onde é permitido estacionar; Rua Esperança Arnoni, lado impar em toda sua extensão; Rua Presidente Kennedy, lado par, em toda sua extensão; Rua Comendador João Ugliengo, ambos os lados, no trecho compreendido entre as Ruas Olímpia Cata Preta até a Rua Ovídio Abrantes; Rua Miquelina G. Bevenuto (Largo da Matriz), lado impar em toda sua extensão;  Rua Jorge  Tibiriçá, entre as Ruas João Ugliengo e Rua Rubião Junior, ambos os lados, exceto o trecho reservado para embarque e desembarque de escolares e Rua José Elias Chiede, lado impar, da Avenida Francisco Monteiro até o final da via, em razão de nestes locais existirem “verdadeiros bolsões de estacionamento operados por flanelinhas, o que torna indispensável a intervenção do Poder Público”.

A Prefeitura também espera facilitar o estacionamento dos veículos nas principais vias do Município.

A proposta só voltará à pauta de votação da Câmara no dia 16 de outubro, quando poderá passar por primeira votação.

Compartilhe