Prefeitura anuncia reforma de pontos críticos da Rodoviária

Um mês e meio após a denúncia do Jornal Mais Notícias, a Prefeitura de Ribeirão Pires anunciou a reforma das vias de entrada e saída do Terminal Rodoviário Turístico, que foram manchete de capa da edição 528 de 8 de junho, quando durante as chuvas, as ondulações apresentadas no local formaram uma grande (e assustadora) quantidade de poças d’água, alvo de diversas reclamações à nossa redação.

Ônibus têm dificuldade para entrar no terminal

À época, um empresário que teve acesso ao edital para a construção do equipamento mas foi preterido na disputa, questionou justamente a qualidade do serviço efetuado nestes pontos, afirmando que o piso estaria fora das especificações do documento e inapropriado para o tráfego pesado dos ônibus que por ele trafegariam, fato esse negado pela Eplan, construtora responsável pela empreitada na figura da diretora de gestão, Maria de Lourdes Zampol dos Reis, a Coquinha, informando que, pelo fato de a obra ter sido realizada com recursos estaduais, houve precisa fiscalização do Governo para evitar qualquer tipo de inconsistência. Fato é que de lá para cá o problema se agravou fazendo com que em especial a entrada dos ônibus, que fica na esquina entre as ruas Capitão José Gallo e Domingos Benvenuto, no Centro, chegasse à beira do intransitável.

A obra – A reforma, prevista para se iniciar ontem, segundo a Prefeitura, consistirá na reconstrução dos pontos, sendo que o piso, formado por blocos sextavados de concreto será removido e reassentado, com a substituição de peças eventualmente quebradas. Na entrada e na saída, o solo será reforçado com uma base de rachão, que são as chamadas “pedras de mão” cravadas e travadas para reduzir as deformações, e bica corrida, a popular “brita”, para complementar o acabamento. Apesar de a entrada e saída estarem justamente relacionado ao questionamento anteriormente colocado no Mais Notícias, a Administração Municipal reitera que todas as obras foram “executadas de acordo com o projeto”.

A previsão para o término das obras, que serão executadas e coordenadas pela Prefeitura, é de 45 dias.

Compartilhe