Prefeito nega pedido de doação da cobertura da rodoviária para APRAESPI

Mesmo sem qualquer item na pauta de votação da Ordem do Dia, os vereadores de Ribeirão Pires aproveitaram a sessão da Câmara desta semana para tentar emplacar uma medida que tende a beneficiar a cidade. Por meio de um requerimento assinado por todos os parlamentares, a Casa solicitou ao Executivo uma destinação específica dos materiais retirados da Antiga Rodoviária, que ainda está sendo desmontada.

Vereadores esperavam doação ainda este ano

O documento sugere que a Prefeitura doe o material (a cobertura e a estrutura metálica) à APRAESPI (Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com

Deficiência de Ribeirão Pires). “Nosso objetivo é que o material seja utilizado pela APRAESPI para ampliar o COPAR, o que aumentaria o número de vagas nos cursos profissionalizantes, ajudando a empregar muitos jovens”, explicou Gerson Constantino (PSD), presidente da Câmara.

O vereador Banha (PDT), primeiro secretário, ressaltou: “É importante realizar essa doação por conta da excelência do trabalho prestado por essa entidade”.

Para que a sugestão seja levada adiante, o prefeito Clóvis Volpi (PV) ainda precisa enviar à Câmara Municipal um projeto de lei descrevendo as circunstâncias da doação. Segundo Gerson, todo o processo pode ser concluído ainda neste ano. “O prefeito não precisa deixar para a próxima gestão”, retrucou o presidente depois que um colega de bancada disse que o próximo prefeito poderia se encarregar dos preparativos para a doação.

Apensar do apelo, a medida não deverá seguir adiante. Na tarde de ontem, a Prefeitura enviou um ofício a APRAESPI com o seguinte conteúdo: “informamos não ser possível que a Prefeitura de Ribeirão Pires ceda a cobertura da antiga rodoviária, pois já há compromisso da mesma para o futuro Ginásio Municipal de Esportes”.

Compartilhe