Pré-coligação fortalece legendas menores para 2014

Dentre as articulações para as eleições do ano que vem, estão as uniões partidárias, que estabelecidas tanto para fortalecer as legendas em busca de mais representatividade nos estados e em Brasília quanto garantir mais diálogo com o eleitor com mais tempo de televisão.

Pré-candidatura Cleo Meira a deputada fica fortalecida

Uma destas articulações é o Projeto Vitória, que é a união de quatro partidos, PSL, PT do B, PTC e PTN com vistas ao pleito proporcional de 2014, com objetivo de dar mais força às legendas, consideradas menores no cenário político brasileiro e aos políticos que estão na faixa considerada intermediária e que, mesmo com boa votação, acabam “cortados” pelo quociente eleitoral.

Segundo os articuladores do Projeto, “em 2010, mais de 89% dos que concorreram às vagas de federal e estadual fizeram, respectivamente, menos de 45.862 e 30.804 votos. Ao limitarmos o teto de votos dos candidatos da pré-coligação em 30 mil (deputado estadual) e 45 mil (deputado federal), queremos garantir o quociente eleitoral e promover a real disputa pelas vagas”. Trocando em miúdos, também evitar o chamado “efeito escada” em que os menos votados acabam servido apenas de plataforma eleitoral para nomes mais conhecidos, com mais de 100 mil votos, nas grandes legendas.

Em Ribeirão Pires, a vereadora Cleo Meira, presidente do PTN e pré-candidata a deputada estadual, analisou o fato: “a ideia é fortalecer as legendas para aumentar a representatividade popular tanto na Assembleia Legislativa como em Brasília. Nosso objetivo é oxigenar a política brasileira com novas ideias e novas atitudes. Por isso, vejo essa iniciativa como fundamental”. A pré-coligação será sacramentada domingo, em reunião a ser realizada na sede da Assembleia Legislativa, em São Paulo. Além de Cleo Meira, o pré-candidato a deputado federal pelo PTC, Jefferson Torres, será outro ribeirãopirense no evento.

Compartilhe