PRB de Celso Russomano reafirma apoio ao PMDB de Ribeirão Pires

Mesmo sofrendo baixas de partidos aliados, obrigados a abandonar o grupo após manobras realizadas por lideranças nacionais e estaduais das legendas, o grupo de apoio do vereador Saulo Benevides (PMDB) recebeu um forte incentivo para a corrida eleitoral que iniciará em julho. A cúpula nacional do PRB (Partido Republicano Brasileiro), na figura de Celso Russomano e pastor Marcos Pereira, esteve em Ribeirão Pires para reafirmar compromisso com a pré-candidatura de Benevides.

Celso Russomano acena positivamente quanto ao uma parceria entre PRB e PMDB

Durante o encontro envolvendo membros do PRB, lideranças do PMDB e empresários, o jornalista e apresentador Celso Russomano enfatizou o prazer de ter seu partido coligado com o grupo de oposição na cidade. “O trabalho aqui em Ribeirão Pires está em boas mãos. O Saulo é uma aposta do PRB e tenho confiança nesse nome”, declarou Russomano. Suas palavras foram endossadas pelo presidente nacional do PRB, Marcos Pereira: “Toda parceria, acordo ou união é feita pensando no que é melhor para a população. Observamos muito bem o que há no governo e na oposição e podemos assumir uma postura ao lado do PMDB com segurança”.

Para o vereador Saulo Benevides, receber tal apoio é gratificante. “A adesão de figuras tão importantes e gabaritadas reflete a qualidade de nosso trabalho. Abandonamos o governo que fez um bom trabalho em alguns setores, mas que deixou a desejar em vários outros e apresentamos um plano político muito bem elaborado. É justamente esse planejamento que tem atraído atenção de empresários e autoridades políticas dispostas a investir em nossa ideia”, destaca o peemedebista.

Agora, o PRB se reafirma ao lado de partidos da base oposicionista como o PMDB, PSC, PTdoB , PMN e PSD, procurando colaborar com a estrutura do grupo.

Os três indefinidos – Em um momento de indecisão, três partidos aguardam um parecer da liderança estadual ou nacional para dar continuidade ao projeto político ao lado do PMDB. Na semana passada o PHS notificou a liderança municipal de que não pretende interferir nas decisões do grupo, abrindo espaço para que o partido regressasse ao reduto da oposição. A mesma situação paira sobre o PRP, cujos membros da legenda se negam a dar sustentação ao governo. Já o PSB espera definição superior para saber se apoia o PT ou o PMDB.

Compartilhe