Oposição alerta sobre a saída da Contreras

O vereador de Ribeirão Pires, Saulo Benevides, que deve migrar do PV para o PMDB nas próximas semanas, usou a tribuna durante a sessão da Câmara desta semana para alertar sobre um possível descaso da empresa Contreras, que deixou a cidade recentemente sem a devida reparação do prejuízo caudado no município.

Saulo cobra medidas mais severas contra a empreiteira que trouxe prejuízos para a cidade

Saulo chamou atenção da Casa dizendo que “a Contreras fez investimentos particulares, destruiu nossa vegetação e nossas ruas. Existia um acordo de compensação que ainda não fui cumprido. A cidade não pode ficar com esse prejuízo, quem arcará com isso?”, questionou o oposicionista.

O vereador Antonio Muraki (PTB), líder de governo na Câmara, explicou que a Prefeitura entrou em juízo contra a Petrobrás. “Haverá uma reunião para um acordo de R$1,2 milhões mais o asfaltamento da Avenida Rotary”. Inconformado, Saulo alega que o valor sugerido é inferior ao inicial proposto para arcar com os problemas gerados pela empresa. “R$ 1 milhão é pouco e estamos no risco de não termos compensação. Quero registrar minha insatisfação”, destacou.

Apoiando a oposição, o vereador Gerson Constantino (PV), presidente da Casa, reconheceu a necessidade de um posicionamento mais duro contra a Contreras.

Compartilhe