O valoroso soldado do exército vermelho

Como a maioria dos militantes petistas ativos, o locutor Daniel Barbosa, de 40 anos, é um homem de história, em especial política. Desde 1992, quando filiou-se ao Partido dos Trabalhadores, Daniel militou em causas sociais, levantando uma bandeira de igualdade e de respeito à classe trabalhadora.

Em 16 de maio de 2000, Lula visita Ribeirão acompanhado de Maria Inês e Daniel

Em 1992 participou do movimento ‘Fora Collor’, realizando em Ribeirão Pires um importante movimento junto aos grêmios estudantis da cidade.  Na época, Daniel era o secretário estadual da Juventude Petista, movimento liderado por Alexandre Padilha, hoje Ministro da Saúde. “Desde aquele tempo militamos juntos”, recorda Barbosa.

Durante os 20 anos de militância ativa, Daniel colaborou com a criação da história do PT. Em diferentes eventos e ocasiões, o ‘companheiro’ contribuiu com o espírito que só um tradicional militante consegue exprimir. Veja alguns acontecimentos importantes:

1995-1996 – Assessorou os sindicatos da CUT na área de comunicação;

1996 – Após Maria Inês ser eleita prefeita de Ribeirão Pires, Daniel Barbosa atuou na Prefeitura como coordenador de cerimonial lotado na gerência de Cultura;

1999 -2004 – Foi coordenador de projetos na Secretaria de Saúde, onde ajudou a formar os conselhos de Saúde e outros eventos da secretaria;

2004 – Se afastou para ser candidato a vereador. Nas eleições daquele ano, Daniel conquistou quase 500 votos;

2005-2007 – Daniela volta aos sindicatos. Em2006 passa um período na cidade de Ribeirão Branco (interior de São Paulo) coordenando uma campanha por lá;

2007-2008 – Trabalhou como assessor da vereadora Elzinha na Câmara de Ribeirão Pires. Entrou para o Conselho Municipal de Saúde, como representante da sociedade civil e colaborou com a campanha da deputada Ana do Carmo;

2011 – Foi escolhido como delegado na Conferência Nacional de Saúde;

2012 – Participou ativamente da I Conferência de Controle Social; Nesse ano, Daniel também se lança como um pré-candidato a vereador.

Todos esses anos de atividade dentro do partido construíram em Daniel uma mente crítica e um caráter político sólido. De forma geral, ele avalia: “Vivemos uma nova fase do PT. Em 2008 não tivemos sucesso eleitoral. Internamente foi o momento de um resgate e uma tentativa de reorganizar o partido. Hoje estamos unidos na pré-campanha da Maria Inês, ampliando a base de aliados”.

Daniel também aponta pontos a melhorar dentro de seu partido. Para ele, o PT precisa trabalhar alguns pontos importantes. “Ainda tem muito que melhorar, em especial no trabalho de base. Na década de 80, o PT fazia um bom trabalho e isso deixou o partido grande. O PT ainda precisa se aproximar da juventude, já que hoje temos um grande contingente de jovens eleitores”, avalia.

Estando aberto a discussões políticas, Daniel espera que eleitores e demais interessados entrem em contato para sugerir ações que resultarão em melhorias públicas. “Me entrego ao trabalho da justiça social, e convido qualquer um a me acompanhar”. Os interessados devem mandar um e-mail para danielbarbosapt@yahoo.com.br.

Compartilhe