O orgulho e o dever do ofício

Qual o meio de comunicação mais confiável para os brasileiros? Esta pergunta foi feita a 15.050 pessoas de todo o país na edição 2016 da Pesquisa Brasileira de Mídia, estudo realizado pelo Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião, Pesquisa e Estatística) sob encomenda da Secom (Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República).

E, mais uma vez, o povo brasileiro colocou os jornais impressos no topo da lista. Nada menos do que 59% dos entrevistados disseram que confiam sempre ou muitas vezes nas notícias publicadas em jornais, contra 57% do rádio e 54% da televisão. Para efeito de comparação, o índice de confiança de sites, blogs e redes sociais, consideradas as “vedetes do momento” é de 20%, 11% e 14%, respectivamente.

Tem mais: em média, os leitores ficam 1 hora e 10 minutos lendo os jornais que, vale ressaltar, são impressos no bom e velho papel. Isso, aliás, também explica o fato de que 66% dos leitores preferem as versões impressas às digitais, um dado também levantado pela mesma pesquisa.

Como pode-se notar, há uma responsabilidade enorme por trás das páginas que, no caso deste Mais Notícias, você tem em mãos todas as quintas-feiras. É um trabalho longo, que passa pelo acolhimento das sugestões de pauta, checagem, verificação e, posterior publicação. Vale ressaltar que, o micro jornalismo, o jornalismo local, demanda um esforço ainda maior, uma vez que, não raro, esbarra em interesses pessoais e questões que são de interesse

Portanto, ao ver estes dados, todos nós, militantes da imprensa tradicional, nos enchemos de orgulho e motivação para seguir com nosso trabalho. Podemos não ter a velocidade da novíssima “mídia internética”, mas temos a nosso favor a possibilidade de nos aprofundar nos assuntos de relevância para a sociedade, mostrando a informação da forma mais correta possível.

Isso posto, temos a confiança e a segurança em dizer a você, caro leitor: pode confiar nos jornais. Pode confiar nos jornalistas. Estamos aqui para construir uma sociedade cada vez melhor.

Compartilhe