O Mais Notícias se despede do mestre Valter Zômpero

Caro leitor, recebi a difícil tarefa de escrever essa homenagem sobre Valter Zômpero, ex-membro da equipe do Mais Notícias. Difícil porque ele, que faleceu no último dia 08, vitimado pelo câncer, era mais do que um colega de trabalho. ‘Seu Valter’ era um jornalista completo, escritor inspirado, prosador nato, um natural contador de história (e estórias) e para todos nós da Redação, era um pai, um avô, um amigo e um grande professor.

O jornalista Valter Zômpero

O jornalista Valter Zômpero

De opinião firme e texto impecável, Valter foi “testemunha ocular da história” de Ribeirão Pires e de cidades do interior, como Bastos e Tupã, onde iniciou sua carreira jornalística em 1957 escrevendo boletins esportivos. Dono de uma criatividade única e com seu senso crítico afiado, seu Valter mostrou que o jornalismo também pode ser descontraído, ao criar os personagens Zé Matuto e Seu Líbório, protagonistas de pequenas crônicas que dosavam reflexão sobre as mais variadas situações do dia-a-dia com bom humor e um pouco de acidez.

Acima de tudo, seu Valter era um professor, pois ensinou a nós, equipe do Mais Notícias, a fazer o verdadeiro jornalismo. Vanessa de Oliveira, que na época conduzia a redação, recordou bem esse talento do amigo Zômpero: “Seu Valter ajudou a formar e lapidar inúmeros jornalistas. Ensinou que a formação de jornalista só é possível no dia-a-dia das redações, no trabalho de apuração dos fatos, na correria diária para levar informação responsável e imparcial aos leitores. Seu jeito perspicaz, sua escrita cuidadosa e sua atenção à gramática (nenhum erro passava despercebido por ele) alavancaram a qualidade do jornal Mais Notícias. Mais do que ensinamentos e prestação de serviço, Seu Valter também deixou alegria”.

Valter Zômpero foi sepultado no último domingo em Tupã. À família (sua esposa Maria Gizélia, e seus filhos Valter Júnior, Ana Maria e André Luiz), estendemos nossas condolências.

Por fim, me restrinjo apenas a dizer: “Seu Valter, esteja onde estiver, nós só temos a agradecer por tudo o que você nos ensinou. Descanse em paz”.

Compartilhe