Novos valores Zona Azul entram em vigor em setembro

Os valores da Zona Azul serão atualizados conforme um projeto de lei aprovado pelos vereadores de Ribeirão Pires na tarde desta terça-feira (02). O reajuste será de até 100% e deverá entrar em vigor no dia 1º de setembro. Com isso, a nova tabela fica assim: cartão de estacionamento de 30 minutos passará a ser de R$ 0,75; cartão de 1h será de R$ 1,50; cartão de 2h será de R$ 3,00.

A ACIARP terá quatro semanas de tempo hábil para adaptação do novo modelo e para a população ser informada das alterações

Além do acréscimo, quem estacionar sem cartão nos horários e locais designados pela Zona Azul deverá pagar, na ACIARP (Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Ribeirão Pires), uma taxa de R$ 22,00 em, no máximo, 24h. Quem desrespeitar a regra pode ser multado no valor de R$ 53,20 e receber três pontos na CNH.

Segundo a Prefeitura, “o projeto visa atender solicitação formalizada pela ACIARP, que reuniu diversas autoridades do município, dentre elas a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), polícias Civil e Militar, vereadores, secretários municipais e alguns comerciantes que, de alguma forma, se sentem lesados pelos flanelinhas que ficam nas principais ruas do Centro”. Com isso, foi de comum acordo que a Zona Azul atuasse nos moldes antigos, onde os monitores operavam em todas as ruas onde há o estacionamento rotativo e, quando da ausência do cartão de Zona Azul, aplicavam a advertência com a possibilidade de regularização da mesma na sede da ACIARP.

Dentre os vereadores, apenas Saulo Benevides (PV) foi contrário ao aumento. Segundo ele, a medida é abusiva e o estacionamento deveria ser gratuito, uma vez que a ACIARP não dá garantias de preservação do veículo, como em estacionamentos particulares. “Votei contra, pois entendo que a Zona Azul é uma via pública e que não deveria ser cobrada. Esse valor é o mesmo cobrado pelos estacionamentos particulares que dão total segurança para os veículos dos clientes. Ao parar na rua, que garantia temos?”, questiona o oposicionista.

O prefeito Clóvis Volpi (PV) espera que a medida possibilite melhorias no atendimento aos motoristas. “Espero que, com o retorno dos monitores da Zona Azul, os problemas atualmente enfrentados com a utilização de espaço público para estacionamento rotativo sejam sanados ou pelo menos minimizados”, destacou.

Compartilhe