Novo prefeito ganhará R$ 26 mil mensais

Em sessão marcada pela ausência de Saulo Benevides (PMDB), na última terça, a sessão da Câmara Municipal de Ribeirão Pires teve como destaque a aprovação do aumento do subsídio (salário) pago a Prefeito, Vice e Secretários municipais.

Projeto foi aprovado na última terça

Segundo o projeto de lei aprovado, os vencimentos do novo prefeito de Ribeirão Pires ficarão em R$ 26.656,31 (vinte e seis mil, seiscentos e cinquenta e seis reais e trinta e um centavos), equivalente a 133% do salário de um deputado estadual vigente. O vice e os secretários municipais receberão 50% (cinquenta por cento) dos vencimentos do chefe do Executivo, que equivalem a R$ 13.328,16 (treze mil, trezentos e vinte e oito reais e dezesseis centavos). Os valores foram aprovados com nove votos a favor e uma abstenção da parte do presidente da Casa de Leis, Gerson Constantino que, por ser candidato a vice-prefeito, declarou-se “parte interessada neste momento” e, portanto, impossibilitado de votar. O salário dos vereadores da próxima legislatura, por sua vez, teve seu valor foi reajustado em junho para R$ 10.021,17.

Além deste projeto, foi destaque a aprovação de um requerimento, de autoria do vereador João Lessa, solicitando a reforma do velório municipal, que sofreu com um incêndio na parte elétrica recentemente e, segundo palavras do próprio, está às escuras “sendo necessário usar as velas dos mortos para ser ‘alumiado’ (sic)”.

Antes do final dos trabalhos, os edis solicitaram, por meio do líder de governo Antonio Muraki, que a Administração Municipal desse um parecer sobre as obras nas encostas que receberam, recentemente, verbas federais para serem realizadas.

Compartilhe