Ney Matogrosso grava curta-metragem na cidade

Por Danilo Meira

Esta semana, a cidade de Ribeirão Pires recebeu uma visita mais do que ilustre: a do cantor Ney Matogrosso, que participou da gravação do curta-metragem “Gosto de Fel”, mais nova produção do diretor Beto Besant.

Ney Matogrosso participou da gravação sem cobrar cachê

A presença do multi-artista movimentou uma grande equipe, que trabalhou duro durante dois dias, a fim de adequar as gravações ao tempo que ele, gentilmente, disponibilizou. O tempo foi curto, mas suficiente para cativar a todos, como a veterana atriz Maria Rocha, que é da região e interpreta a esposa do personagem de Matogrosso: “para mim é uma honra muito grande. Não é qualquer um que já contracenou com ele, um artista completo, um nome que dispensa comentários”.

O ator Eduardo Scheck, que também foi um dos produtores, falou sobre a batalha entre tirar o projeto do papel e levar para as câmeras. Se já difícil fazê-lo com incentivos fiscais, a situação fica ainda mais complicada quando se faz o chamado Cinema de Guerrilha, estilo de criação a baixo custo. “Para se ter uma idéia, os atores não cobraram cachê, vieram por terem gostado do roteiro”, explicou. Além de Ney Matogrosso, outros nomes importantes, como Flávio Galvão e Caco Ciocler participarão do curta. Os quatro anos de trabalho até esta etapa geraram reflexão: “Hoje, estou realizando o grande sonho da minha vida, que é trabalhar com o Ney Matogrosso, mas fomos atrás. Você precisa matar um leão por dia, tem que sonhar muito, correr atrás. Ser louco, rapaz!”.

O diretor Bessant falou sobre a produção, um thriller que aborda assuntos polêmicos, “uma história que as pessoas amam, ou odeiam sem meio termo”, na sua análise: “as coisas se encaixaram melhor do que esperávamos, conseguimos juntar vários atores renomados e contamos com a ajuda da Mayara Magri, que fez preparação de atores. E tudo na base de apoios, com ajuda da Prefeitura de Ribeirão Pires e outros empresários”.

O filme ainda não tem estreia prevista, uma vez que antes do processo de edição, Bessant e Scheck cuidarão do Festival Curta Neblina, que será realizado na região. Para a presença do artista e viabilização da produção, foi necessário apoio de comerciantes da cidade, como o Canoa Quebrada, a Pizzaria di Roma e Rittorno e a CrisFlex.

Compartilhe