Mesmo com apoio forte, Claudinho da Geladeira não consegue a Prefeitura de Rio Grande da Serra

A relação de Claudinho da Geladeira (PT) com Partido dos Trabalhadores vem de muitos anos e com grandes coincidências. Claudinho trabalhou na Ala 13 da Volkswagen e seu número de registro era 13001, mesmo número de sua candidatura nas três vezes que

Mesmo derrotado, Claudinho lutará pela cidade

disputou o pleito para vereador. Porém nem mesmo toda essa superstição ajudou o candidato a conquistar o cargo de prefeito de Rio

Grande da Serra.

Sua experiência como vereador por três mandados, a presidência da Associação de bairro de Santa Tereza e nem mesmo o apoio do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva não foram o suficiente para que a população elegesse o petista.

Claudinho veio do nordeste para São Paulo, ainda criança, a procura de um futuro melhor. Viveu em uma comunidade carente de Santo André e, desde cedo, aprendeu a valorizar o trabalho e as pessoas a sua volta, descobriu que sozinho não chegaria a lugar algum e que com determinação poderia conquistar todos os seus sonhos.

Com uma trajetória política focada na participação popular, pretendia continuar trabalhando por melhorias para seu bairro e para a cidade toda. Seu plano de governo era focado no desenvolvimento sustentável, participação popular e cidadã, políticas sociais e a afirmação de direitos, além de gestão ética, democrática e eficiente, desenvolvimento urbano e rural e direito à cidade.

 

Por Carla Legner

Compartilhe