Maranhão dá primeiro passo para trazer Casa Paulista a Rio Grande

 

Uma reunião realizada ontem (01) na sede da CDHU, em São Paulo marcou o primeiro passo para a retomada do projeto de construção de casas populares em Rio Grande da Serra.

O prefeito da cidade, Gabriel Maranhão (PSDB), junto coma a secretária Municipal de Obras e Planejamento, Sandra Malvese, se encontrou com Antonio Lajarin, assessor executivo da presidência da entidade para retomar as discussões para viabilidade da ação.

A secretária Sandra Malvese, o prefeito Gabriel Maranhão e Antonio Lajarin, da CDHU Crédito da foto: JM Pereira/CDHU

A secretária Sandra Malvese, o prefeito Gabriel Maranhão e Antonio Lajarin, da CDHU
Crédito da foto: JM Pereira/CDHU

“Fomos lá para prospectar possibilidade de recursos para moradias, por meio do Programa Casa Paulista”, explicou Malvese, antes de completar: “estamos resgatando um processo que estava paralisado”. A ideia é que, a partir desta reunião, o projeto – um pleito antigo da cidade – saia do papel.

Cabe ressaltar que Rio Grande da Serra vem pleiteando a construção de casas populares desde 2013. A intenção do município é retirar famílias que moram em áreas de risco, (cerca de 400, segundo informações extraoficiais) dando a elas condições de moradia.

Sobre o Casa Paulista – O Casa Paulista foi criada em setembro de 2011 pelo Governo do Estado de São Paulo para fomentar a habitação de interesse popular e acelerar o atendimento à demanda habitacional em território paulista. Classificada como marco substancial de mudança na política habitacional em São Paulo, estabelece parcerias, capta recursos junto a governos, agentes financeiros e iniciativa privada e destina subsídios e microcréditos para viabilizar ou melhorar as condições de moradias para famílias de baixa renda, especialmente entre um a cinco salários mínimos.

Compartilhe