Licitação da Merenda aguarda aval da Educação

Na última semana, a matéria de capa do Jornal Mais Notícias falou sobre o andamento da licitação para a compra da Merenda Escolar de Ribeirão Pires, que estava indefinida, uma vez que a empresa que apresentara o menor preço, no caso a Padaria Empório dos Pães, havia sido desqualificada por não ter apresentado documentação para comprovação da capacidade técnica até as 16 horas do último dia 15 de janeiro.

A licitação então foi retomada com a convocação via Diário Oficial das três empresas que se mantiveram no certame, a CCM – Comercial Creme Marfim Ltda, a Comercial de Alimentos Famaca Ltda e a Tegeda Comercialização e Distribuição Eireli que estiveram no Paço na última segunda-feira para uma sessão de negociação de preços.

Após a reunião, a CCM apresentou a melhor proposta, de aproximadamente R$ 7,5 milhões, cerca de R$ 1 milhão menor do que a inicial, segundo o pregoeiro José Vicente de Abreu. Agora, o processo está sob análise da Secretaria de Educação, que deve dar seu parecer a tempo de não ser necessária uma contratação emergencial para suprir o fornecimento de merenda da cidade.

Contatamos a secretária de Educação e vice-prefeita Leonice Moura. “O processo está sob análise que terminará em breve”, afirmou, ressaltando que a documentação passará pelos crivos econômico e nutricional antes de, efetivamente, a contratação ser concluída: “Temos um orçamento limitado e precisamos nos atentar a todos os detalhes”, afirmou. As crianças da rede municipal voltam ás aulas no dia 03 de fevereiro e o processo não afetará o fornecimento da merenda.

Compartilhe