Nova Lei desburocratiza emissão de documentos

A Prefeitura de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Planejamento Urbano, Habitação, Meio Ambiente e Saneamento Básico (Sephama), segue modernizando e promovendo a desburocratização de seus serviços, com o objetivo de agilizar e facilitar os trabalhos realizados.

 

Agora é lei: Prefeitura de Ribeirão Pires estabelece prazos paraemissão de documentos

As solicitações de documentos já estão sendo fornecidas de acordo com prazos estipulados pela legislação municipal: certidão de uso de solo (24 horas); certidão de áreas e datas (7 dias úteis), certidão de medidas e confrontações (30 dias úteis); certidão de denominação de vias (7 dias úteis); autorização para corte de árvore (15 dias úteis);

autorização para movimentação de terra (60 dias úteis); autorização de projeto residencial ou industrial (90 dias úteis); declaração de vinculação (90 dias úteis) e emissão de parecer ambiental (7 dias úteis).

A iniciativa, realizada em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (SDEER), abrange a emissão de certidões e de licenciamento ambiental (em conjunto com a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental – Cetesb – ligada à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo). Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda, Paulo Silotti, a lei melhora a assessoria prestada aos investidores interessados em instalar empreendimentos na cidade. “A medida dá mais agilidade e muda a imagem que os investidores têm de Ribeirão, de que não dá para fazer nada, até pelas questões ambientais. Precisamos mostrar que é possível conciliar a preservação ambiental e a instalação do empreendimento de forma rápida”.

Matéria 2

 

Prefeitura realiza reparos na Estrada da Adutora

A Secretaria de Desenvolvimento Regional de Ouro Fino Paulista já atendeu 100 solicitações antes mesmo do mês de março chegar ao fim

A Estrada da Adutora, no bairro Ouro Fino, em Ribeirão Pires, recebeu ontem (25) uma série de reparos em trechos que estavam mais comprometidos. A via é importante acesso dos moradores de regiões distintas do bairro, que abriga cerca de 11 mil pessoas. Além dessa, outras ações, como cata bagulho, retirada de mato e entulhos, aconteceram durante o mês de março.

Antes mesmo do mês chegar ao fim, mais de 100 solicitações de moradores foram atendidas pela Secretaria de Desenvolvimento Regional de Ouro Fino Paulista. Retiradas de mato, reparos em vias, serviços de tapa buracos e até mesmo dedetizações em terrenos baldios fazem parte do dia a dia da secretaria.

Comandada pelo secretário Julio Maria de Lima, a regional atua com manutenções preventivas e corretivas diariamente, seguindo planejamento da pasta. “Nosso cronograma conta com mais melhorias e, dentro do calendário de ações da secretaria, pretendemos trazer cada vez mais desenvolvimento ao bairro, seguindo determinação do prefeito Saulo Benevides”, afirmou o secretário.

Muitas das atividades da secretaria partem de sugestões dos próprios munícipes, que entram em contato pelo telefone (11) 4822-2062 ou pessoalmente.

Matéria 3

GCM de Ribeirão Pires participam de curso prático de armamento

 

Treinamento complementa formação de novos GCMs e os preparam para operações da corporação na cidade

A Guarda Civil Municipal de Ribeirão Pires participou nesta semana de curso prático de armamento e tiro. As aulas complementam a formação de 14 novos GCM e requalifica 04 membros antigos da corporação. Estes guardas foram aprovados na etapa teórica do curso e em teste psicotécnico com profissional credenciado pela Polícia Federal.

Nesta segunda, dia 25, foi realizada instrução sobre balística. Já no dia 26, terça-feira, os GCMs participaram de treinamento prático com armas. As aulas aconteceram na Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC). Além do espaço, a empresa, instalada na cidade, forneceu munição para o treinamento. O curso prático também foi realizado por profissional credenciado pela Polícia Federal.

O objetivo do treinamento é preparar novos guardas e atualizar membros antigos para o manuseio correto de armas de fogo, para garantir mais segurança para os próprios profissionais e comunidade, além de permitir mais eficiência e precisão em operações realizadas pela Guarda Civil Municipal, por meio da Secretaria de Segurança Pública da cidade.

Compartilhe