Koiti Takaki assume a Saúde e promete melhorias em 60 dias

Na última semana, a Prefeitura de Ribeirão Pires confirmou a saída do Secretário de Saúde, Dr. Fernando Blandi, que deixou o cargo após seis meses alegando problemas pessoais e também para retornar às suas funções na Polícia Militar.

Secretário assumiu a pasta esta semana

Para seu lugar, assumirá Koiti Takaki, que irá acumular os cargos de Secretário de Saúde e de Governo, pasta que já comandava desde o início da atual gestão. Segundo ele, a prioridade é trabalhar em prol das melhorias no sistema: “é um choque de gestão que queremos dar. Estamos com os contratos, com o dinheiro, estamos pagando as contas de 2013 em dia e estamos com alguns medicamentos faltando. Isso não pode acontecer. Em 60 dias, no máximo, quero que a casa esteja em ordem”. Antes de tudo, será feito um planejamento das ações necessárias: “A partir de hoje começo a vistoriar todos os espaços da Saúde. Vamos elencar e combater as deficiências”, afirma o secretário.

De fato, o setor é um dos mais criticados pela população. A ideia de Koiti e agilizar e otimizar o atendimento. “Não adianta a recepcionista fazer uma série de cadastros se a triagem é uma só. Vamos dobrar a triagem e os setores de medicação na UPA, aumentando a capacidade de atendimento ao público. Dessa forma também vamos deixar o hospital mais vazio”.

Ele também planeja expandir a rede de atendimento: “Até o final de janeiro de 2014, quero inaugurar a hemodiálise em Ribeirão Pires para 120 pessoas e, em 60 dias, quero inaugurar a UBS Centro Alto, que está em fase de acabamento. O prefeito Saulo Benevides já estava ansioso para colocar a unidade em funcionamento e agora vamos conseguir”, conta.

Além da expansão, a modernização do setor também está em pauta. Diversas soluções estão sendo estudadas, entre elas uma que foi revogada há algum tempo, mas que seria retomada de uma forma diferente: “sou a favor da terceirização, mas desde que seja feita com instituições sérias e, principalmente, com gestão séria”. Ele concluiu afirmando para a população que o setor irá melhorar: “sabemos que a Saúde é um problema nacional e que podemos até não resolver, mas certamente vamos melhorar bastante”.

Compartilhe