Internautas fazem movimento anti Dedé

As redes sociais, em especial o Facebook tem se mostrado uma faca de dois gumes para políticos de Ribeirão Pires. Mesmo interessados em formar uma boa imagem perante eleitores em potencial, a ferramenta vem sendo usada de forma mais inteligente por quem não está nem aí com os componentes da atual política municipal.

Totta e Marcio Noreika mudaram suas fotos de perfil em protesto

A exemplo disso, há duas semanas um movimento foi iniciado como protesto contra a continuidade da atual Administração. A princípio, alguns poucos membros de um grupo fechado do Facebook, o “Pensar Ribeirão Pires” decidiram colocar um nariz de palhaço em suas fotos de perfil, acompanhado de uma faixa negra com os dizeres: “CAMPANHA ANTI DEDÉ RIBEIRÃO PIRES NÃO É UM CIRCO”.
Um integrante do movimento, Totta Capellini, que se diz até amigo do vice-prefeito, disse que a campanha visa mudança, mas sem defender qualquer partido político. “Falar e curtir é muito fácil, agora estamos agindo. Não queremos a continuidade da Administração. Não apoiamos ninguém e não vamos apoiar qualquer legenda, cada membro do grupo tem sua preferência”, explica Totta.
Em um momento de desabafo, outro membro do grupo chegou a postar: “Cadê o prefeito, cadê os vereadores? Eles sempre estão fazendo palhaçada com as leis, deveriam mostrar atitude, pois na hora de votarmos, eles vêm atrás… Estou muito indignada”.
Membros do grupo “Pensar Ribeirão Pires” planejam algo mais. Existe uma movimentação para que nesse sábado várias pessoas montem um acampamento na Antiga Rodoviária, em protesto contra a privatização da área. “Os palhaços não vão parar na Rodoviária”, declara Capellini. Outro integrante do grupo, Márcio Noreika, sugere que os manifestantes façam uma ação pacífica: “Que tal montarmos um acampamento no sábado a noite, levarmos bike, bola, skate, roller e afins e depois, no domingo, tirar uma foto de como é”. Seu comentário no Facebook rendeu mais 60 interações incentivando a ação, o que resultou no planejamento do protesto.
Dessa forma, os “Caras Pintadas” de Ribeirão Pires visam agitar um movimento focado na juventude que ainda não tem voto definido, promovendo uma crítica séria contra o atual cenário político na cidade. Como a organização de protestos está a todo vapor, a movimentação está saindo do ambiente digital e assumindo uma postura no mundo real.
Espera-se que o grupo levante muitos interessados em participar de ações públicas, o que tende a trazer uma revolução em Ribeirão Pires.

Compartilhe