Governo do Estado abre 335 vagas do Bolsa Universidade no ABC

Desde a última terça-feira a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo abriu inscrições para o projeto Bolsa Universidade. Somente na região do Grande ABC, serão 335 vagas para estudantes universitários interessados em atuar como educadores do programa Escola da Família em escolas públicas de todo o Estado. Ao todo, o programa irá disponibilizar mais de seis mil vagas em todo o Estado de São Paulo.

Universitários receberão bolsa integral para atuar como educadores nas escolas públicas que participam do programa Escola da Família

Para se candidatar é preciso estar regularmente matriculado em uma instituição de ensino superior conveniada ao programa, não receber outra bolsa, financiamento ou similar, proveniente de recursos públicos e ter disponibilidade para atuar como educador universitário aos finais de semana. O prazo para inscrições vai até o próximo dia 13 e, para efetuá-las, os interessados devem acessar o pop-up “Inscrições para o Programa Bolsa Universidade” no site http://escoladafamilia.fde.sp.gov.br, que também dispõe da relação de vagas e instituições de ensino conveniadas. Os critérios de seleção podem ser consultados no regulamento disponível no portal do programa.

O estudante contemplado receberá bolsa integral de seu curso, custeada pela Secretaria, que arca com o valor proporcional a 50% da mensalidade, desde que não ultrapasse o teto de R$ 310, e pela instituição de ensino, que completa o restante da mensalidade. Em contrapartida, o universitário atuará como educador, aos sábados e domingos em uma unidade participante do Escola da Família, auxiliando no desenvolvimento das atividades previstas pelo programa.

Desde 2003, o Escola da Família promove a integração da sociedade em um trabalho que sociabiliza, diverte e educa. Por meio do programa, as unidades escolares da rede pública de São Paulo são abertas aos sábados e domingos à comunidade local, para realização de atividades voltadas ao esporte, à cultura, à saúde e ao trabalho, os quatro eixos do programa.

As atividades são promovidas com o auxílio de profissionais da Educação, voluntários e educadores universitários e visam a inclusão social, tendo como foco o respeito à pluralidade e uma política de prevenção que concorra para uma qualidade de vida cada vez melhor.

Compartilhe