Funcionário de Parque Municipal faz nova denúncia de abandono

Por Izabel Ferré

A margem da Represa Billings, cercado pela mata atlântica e com 100 mil m² está o Parque Municipal Milton Marinho de Moraes, conhecido como Camping tem bela paisagem e o espaço destinado ao público que deveria proporcionar aos seus visitantes o contato direto com a natureza ampliando conhecimentos, mas a realidade é outra. O local sofre com o

Píer em péssimo estado

descaso e vandalismo.

A frente dos direitos dos moradores de Ribeirão Pires a redação do Jornal Mais Noticias atende mais uma vez novo chamado de socorro, dessa vez um funcionário do parque relata situação atual. De fato não podemos deixar de relembrar que neste ano já foi realizado pelo jornal a apuração de denúncia no mesmo local (matéria feita em 14 de junho), onde as autoridades responsáveis afirmaram que os problemas existentes seriam solucionados.

A promessa de reformas cai por terra quando avistamos um local com grande potencial nomeado como ponto turístico sem segurança, com brinquedos quebrados, com falta de material como papel higiênico, banheiros sem manutenção com torneiras quebradas ou fora de uso, lacrados. Segundo um funcionário que pediu para não divulgar seu nome, o parque está esquecido. Ele destaca: “O píer de madeira está podre, já que o material foi de segunda e não muda no caso do segundo píer que está aos pedaços”.

Sem assistência, o local também sofre com atos de vandalismos. Como não tem segurança, quando o parque fecha as portas alguns indivíduos invadem, picham e depedram o patrimônio. “A falta de segurança é um fator preocupante, é fácil identificar os vestígios de uso de drogas e fogueiras, não sendo o bastante os invasores acabam ateando fogo na mata. Também neste caso ao chamar os bombeiros fomos instruídos a dizer que um balão tinha caído, tudo para não vazar para a imprensa que o camping está sendo invadido”, revela funcionário.

Até quando a situação permanecerá assim? O último acontecimento, segundo a fonte, foi um acidente em brinquedo desativado: “No último feriado muitas crianças vieram ao parque, um dos brinquedos, o gira-gira, estava acorrentado por estar quebrado, o que na realidade deveria ter sido retirado ou feito a manutenção há vários dias. O resultado não foi bom as correntes não surtiram efeito e uma das crianças se machucou ao cair dele. Gostaria de ressaltar que todos os brinquedos foram montados por funcionários do parque, quer dizer, pessoas não autorizadas e eu me pergunto onde está a segurança?”.

Respostas – Conforme anunciado pela Secretaria de Planejamento Urbano, Habitação, Meio Ambiente e Saneamento Básico (Sephama), o Parque Municipal Milton Marinho de Moraes passou, no início de 2012, pela primeira etapa do projeto de revitalização, sendo construída pista de acessibilidade – que liga a entrada do Parque ao galpão -, passando ao lado do playground. Este último local recebeu, em setembro último, brinquedos destinados à crianças cadeirantes. Os brinquedos podem ser utilizados simultaneamente por crianças cadeirantes e não cadeirantes, promovendo a interação entre elas. Ocorre que, uma semana após a instalação, os brinquedos foram alvo de vandalismo, comprometendo o seu uso e por isso acabaram sendo retirados do local.
Atualmente, a Sephama está estudando medidas para coibir atos de vandalismo, antes dos brinquedos serem reinstalados e que seja executada a segunda etapa do projeto – que prevê uma área de ginástica com aparelhos para cadeirantes e outra para não cadeirantes. Também serão instalados outros brinquedos e o galpão já existente passará por reforma, passando a contar com banheiro destinado a pessoas com deficiência. Esta nova etapa deverá ser executada apenas em 2013.

Diante dos fatos fica claro que é de extrema importância lutar pela preservação, conservação e ordem do local visando sempre o melhor para a cidade e seus munícipes.

Confira imagens do local:

Compartilhe