Festa promove o resgate da Tradição e o turismo religioso

A prefeitura de Ribeirão Pires considerou como positiva a organização e realização da 81ª Festa de Nossa Senhora do Pilar. A Romaria Diocesana, que reuniu cinco mil pessoas que caminharam sem nenhum problema até a capela, e a cavalgada no dia 1, segundo o prefeito, mostrou a capacidade de organização que o município tem para preparar grandes eventos.

site2

 “Foi extremamente positiva  (a festa), porque nós resgatamos a sua essência como uma festa católica em que a Pefeitura apenas dá o apoio. Observamos nessa edição diferentemente das outras, a presença da família, onde haviam muitas crianças, pais, avós, então foi uma comemoração totalmente voltada à família. As pessoas participaram sem nenhum tipo de tumulto”, comentou o prefeito.

A organização também foi notada pelos munícipes da cidade. José Ferreira, morador de Ouro Fino, destacou que o trajeto de seu bairro até a capela estava em boas condições. “A estrada estava muito boa, a segurança também é outro ponto que pode ser destacado, havia bastantes homens da Guarda Civil Municipal o que deixa o ambiente mais tranquilo”, relatou.

Outro diferencial foi que, para essa edição da festa, a Prefeitura disponibilizou os quiosques de vendas para as Paróquias da cidade. Em edições passadas, os comerciantes do município eram responsáveis pelas vendas.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turístico do Município, Marcelo Menato, a 81ª Festa do Pilar foi a melhor dos últimos 40 anos. “Realmente conseguimos resgatar a tradição da festa, não me lembro de uma tão bonita como essa. O público participou, tivemos um grande número de cavaleiros, a missa campal foi celebrada com a presença do Bispo Dom Pedro. Foi a melhor festa do Pilar do últimos 40 anos. E esse é o primeiro de muitos outros grandes eventos com qualidade que o governo Kiko fará”, disse o secretário.

Projetando o próximo grande evento da cidade, o Festival do Chocolate, o prefeito adiantou: “A nossa ideia é fazer o Festival do Chocolate com uma concepção um pouco menor, mas que também agregue a família de Ribeirão Pires. Vamos fazer festa bonita, mais pacifica e evitar aquelas aglomerações que existiam no passado, na qual eram realizados shows gigantescos, que traziam gente de toda a parte do estado, mas que ao mesmo tempo a própria cidade não comportava”, concluiu.

Compartilhe