Fechamento do Posto de Atendimento no Terminal Rodoviário gera discussão na Câmara

Por mais uma semana os vereadores de Ribeirão Pires pressionam a secretária de Saúde e Higiene, Patrícia Freitas, quanto a ações efetivas de melhorias na Saúde Pública. Desta vez, o vereador João Lessa (PSDB), solicitou esclarecimentos sobre o fechamento do Posto de Atendimento de Primeiros Socorros localizado dentro do Terminal Rodoviário Municipal.

Segundo o parlamentar, o Posto já prestou inúmeros atendimentos, salvando até mesmo a vida de pessoas. “Esse Posto era essencial para as pessoas que passavam mal dentro do trem ou àquelas que estavam doentes no centro da cidade e precisavam de um primeiro atendimento”, disse Lessa. Os vereadores questionam a reabertura do local, já que a secretária de Saúde havia garantido que a base médica não seria fechada.

O presidente da Casa, Rubens Fernandes (PSD), aproveitou a discussão e voltou a criticar Patrícia: “A secretaria tem que ser mais ativa, se não a gente corta o mal pela raiz”.

“Aqui em Ribeirão Pires temos que parar com essa mentalidade de interromper bons projetos e começar tudo do zero quando há uma mudança no governo. O Posto de Atendimento de Primeiros Socorros era benéfico para a população, tanto que a cidade de Mauá copiou o nosso modelo”, finalizou Lessa.

Há semanas as relações entre Patrícia Freitas e a Câmara estão estremecidas. Semana passada, Rubão chegou a registrar um B.O contra a secretária alegando ter sido acusado por ela de receber propina de um dos fornecedores da Saúde.

Compartilhe