ETEC Ribeirão Pires comemora sete anos de conquistas acadêmicas

A ETEC (Escola Técnica Estadual) de Ribeirão Pires comemorou sete anos de vida no final de março. Em meio a diversos reconhecimentos, projetos e premiações a escola pública ganha espaço e prestigio.

 

Diretora Maria Cristina Medeiros comemora aniversário da ETEC, com bons resultados.

“Ao pensar em nosso pouco tempo de casa, não posso deixar de lembrar do 1° lugar no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2011, da nossa classificação entre as outras ETECs do Centro Paula Souza, em que ficamos entre as 50 melhores escolas públicas e do 1º lugar e 2º lugar no evento 6ª FETEPS (Feira Tecnológica do Centro Paula Souza) com os projetos “Mutação de Pneus em Tinta Impermeabilizante” e  “Econfecções-Malharia Ecológica”, comenta diretora Maria Cristina Medeiros.

Segundo a diretora, neste ano as feiras MOP (Mostra Paulistana de Ciência e Engenharia) e FEBRACE (Feira Brasileira de Ciência e Tecnologia) também foram de extrema importância acadêmica. “Sempre incentivamos os alunos, para que sejam realizados projetos de qualidade. A prova disso é a participação ativa dos estudantes em alguns eventos, ficamos em 1º e 2º lugares na MOP (Mostra Paulista de Ciência e Engenharia) e também participamos da FEBRACE (Feira Brasileira de Ciência e Tecnologia)”.

Para os próximos meses, a escola abrirá novos cursos, como os técnicos em Logística e em Administração, à distância e semipresenciais, ambos com quarenta vagas noturnas e certificado de conclusão de curso atestado pelo Centro Paula Souza. Além disso, a escola foi ampliada. “Nosso trabalho é gerar condições para que os alunos trilhem o melhor caminho, nunca se esquecendo que todos devem se empenhar”, conclui a diretora.

Incentivo – Segundo a diretora de serviços acadêmicos Meire Cardoso de Araújo, todos os alunos recebem incentivo, como bolsas de estudos que são oferecidas a estudantes dos cursos técnicos. “Entre todas as ETECs, é escolhido um aluno de curso técnico, ele deverá ter bom comportamento, freqüência e melhores notas. A avaliação é realizada continuamente e os escolhidos ganham a oportunidade de realizar um Intercâmbio Cultural”. Como exemplo, há o caso da aluna Silmara Silva, de 19 anos, da unidade Santo André, que ficará um mês nos Estados Unidos, com direito a bolsa-auxílio.

 

Compartilhe