A Esquerda é um grande sucesso de marketing

Por Gazeta

 

Durante anos, a Esquerda brasileira vem tentando nos fazer crer que sua luta é pela democracia e, graças a trabalho agressivo de marketing, vem atingindo seus objetivos.

Se você perguntar ao jovem de menos de 30 anos o que se comemora nos dias 15, 19 e 20 de novembro, é muito provável que ele só se lembre do último. Sem qualquer demérito a Zumbi dos Palmares e da importância de sua luta contra a escravatura, homenageado pelo Dia da Consciência Negra em 20 de novembro, sua ação não se compara em importância às datas de 15 e 19 deste mesmo mês, dedicado à proclamação da República e ao principal símbolo de nossa pátria: A bandeira.

O culto aos símbolos pátrios (brasão, hino e bandeira), não fosse sua obrigatoriedade em documentos e cerimônias oficiais, teriam sido banidos e substituídos pela estrela do PT e pela bandeira vermelha. Lula e sua camarilha, que estendeu seus domínios de Brasília aos municípios mais longínquos nos fundões do Brasil, desestimularam o culto à bandeira, ao hino e aos desfiles cívicos sob o pretexto de que representavam a repressão.

Aliados ao poderoso braço sindical do petismo que domina as principais atividades do País, como educação, transporte, correios e bancos, paralisando a nação à seu bel prazer, juntou-se o MST e o MTST, cuja ideologia e objetivo é criar o caos social, afrontar a Constituição e os poderes constituídos, criando suas próprias regras, tentando nos fazer crer que esses movimentos são democráticos.

Na verdade, desde os terroristas que enfrentaram a ditadura com apoio de Cuba, China e União Soviética, a Esquerda nunca teve como objetivo instaurar um regime democrático, mas sim, transformar o Brasil numa gigantesca Cuba com regime totalitário, objetivo também dos governos petistas Lula e Dilma, que vinham, durante seus mandatos, tentando minar os ideais democráticos, amordaçar a imprensa, calar o Judiciário e perpetuar-se no poder.

Os alicerces de uma nação são construídos pelo patriotismo de seu povo. E o culto aos símbolos pátrios são uma demonstração de nosso amor ao País.

Compartilhe