Em sessão rápida, vereadores aprovam novo remanejamento de verba

Em uma sessão sem qualquer novidade, os vereadores de Ribeirão Pires aprovaram, por unanimidade, mais um projeto do Executivo visando readequação do Orçamento Municipal com o objetivo de atender a necessidades especiais das Secretarias de Saúde e Higiene; Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda; e de Promoção Social e Ações Comunitárias.

Começando com 23 minutos de atraso, a sessão não apresentou qualquer novidade

A Secretaria de Saúde necessita realocar cotas pra aquisição de equipamentos hospitalares para UPA’s (Unidades de Pronto Atendimento) e para incentivo da requalificação das UBS’s (Unidades Básicas de Saúde). Para isso, mais de R$ 1,3 milhão liberados serão cobertos pelo Fundo Nacional de Saúde. Desse montante, R$ 900 mil será usado para equipar as UPA’s.

Visando também a compra de equipamentos e móveis, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico receberá um aporte financeiro de R$ 168 mil. Segundo a proposta, o valor será gasto “para a instalação do Posto Avançado do PAT de Ouro Fino e Atende Fácil de Ribeirão Pires”.

Por fim, a Secretaria de Promoção Social e Ações Comunitárias visa recursos para cobrir despesas com a contratação de empresa prestadora de serviços na área de qualificação e geração de renda do Centro de Formação Profissionalizante Professor Paulo Freire.

Ao final da votação, o vereador Gerson Constantino (PSD), presidente da Casa, lembrou que há um acordo entre os vereadores de não votar projetos do executivo que cheguem à Câmara sem tempo hábil para analise. “Estudamos o projeto e trata-se de um acerto que espero que traga benefícios para os bairros”, argumentou.

Terminando a sessão, que não durou mais do que 25 minutos, o vereador José Vicente de Abreu, o Vicentinho (PR), usou a tribuna apenas para dar um recado para os demais vereadores e para a população: “Encontra-se de posse da Comissão de Finanças as contas do prefeito no exercício 2009. O TCE já deu parecer favorável, vamos analisar todos os detalhes e logo após o carnaval levaremos a peça para votação nesta Casa”.

Compartilhe