Educação ambiental garante Selo Município Verde Azul a Ribeirão Pires

Tendo obtido nota máxima em educação ambiental e boa pontuação na gestão de resíduos sólidos, Ribeirão Pires conquistou, nesta segunda-feira, dia 02, o selo Município Verde Azul, certificado concedido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente às cidades que realizaram projetos na área ambiental. Dos 645 municípios inscritos, apenas 158 receberam o selo Município Verde Azul em 2011. Ribeirão Pires obteve a nota 81,17, ficando em 133º.

“A certificação é uma garantia à Administração Municipal quanto à prioridade na captação de recurso junto à Secretaria de Estado do Meio Ambiente, por meio do FECOP (Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição)”, explicou o secretário de Planejamento Urbano, Habitação, Meio Ambiente e Saneamento Básico (SEPHAMA), Temístocles Cristófaro.

Dentre as ações ambientais podem ser destacadas estão a implantação do projeto Escola Eco sustentável na Escola Municipal Palmira Antonio Pereira, aprovado pelo FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos).

Além disso, durante a Semana da Água, entre os dias 21 e 25 de março de 2011, foram realizadas apresentações no Parque Municipal Milton Marinho de Moraes para promover a conscientização de alunos da rede municipal sobre o consumo consciente de água e a preservação dos recursos naturais.

A SEPHAMA confeccionou 10 mil cartilhas sobre arborização urbana, intitulada “Rua Viva”. As cartilhas orientam os munícipes no plantio adequado em calçadas. Além disso, a Secretaria promoveu o Mês do Meio Ambiente, em junho de 2011, com a realização do Fórum Ambiental – Desenvolvimento e Sustentabilidade, e participou de cursos, como o CONPET (parceria com a Petrobras sobre o uso racional da energia).

Outro ponto de destaque foi a gestão dos resíduos sólidos. Em 2011, o Município passou a contar com um novo galpão de coleta seletiva. Em paralelo à construção, os cooperados estão sendo treinados em diversas vertentes, desde a importância da convivência em grupo, a alfabetização de adultos, e recebendo apoio de assistentes sociais.

Em parceria com a ONG Cistema a coleta de óleo de cozinha de foi ampliada, com a disponibilização de baias para descarte nas escolas. Parte do lucro da venda do óleo, utilizado na fabricação de biodiesel, é destinada à Cooperpires – cooperativa de coletores de material reciclável da cidade. Envolvendo o funcionalismo público, a SEPHAMA também desenvolveu a campanha “Esse copo é meu” em todas as secretarias e instalou coletores em todos os prédios públicos do município.

Critérios – Os municípios recebem uma nota ambiental, que avalia o seu desempenho em dez diretivas que regem o Programa Município Verde Azul. Foram avaliadas ações nas áreas: esgoto tratado, lixo, recuperação da mata ciliar, arborização urbana, educação ambiental, habitação sustentável, uso da água, poluição do ar, estrutura ambiental e conselho de meio ambiente.

Compartilhe