Dívida herdada por Saulo pode chegar a R$ 40 milhões

Além da questão financeira, prefeito de Ribeirão Pires encontra máquinas sucateadas e contratos vencidos

A dívida herdada pelo prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PMDB), pode chegar a R$ 40 milhões. Levantamento feito até o dia 15 de janeiro aponta situação crítica das contas do Executivo, herança deixada pela administração Clóvis Volpi (PV). Saulo já quitou os salários de dezembro, que estavam atrasados, mas se vê as voltas com credores batendo a porta do Paço Municipal.

Além da questão financeira, prefeito de Ribeirão Pires encontra máquinas sucateadas e contratos vencidos

As dívidas herdadas são referentes a salários de servidores (já pagos), encargos trabalhistas, pagamentos de energia elétrica (Eletropaulo), telefonia, INSS, Pasep, fornecedores, refinanciamentos, acordo de precatórios, IMPRERP, entre outros.
Se confirmado o número de R$ 40 milhões de dívida, Saulo terá comprometido cerca de 17% do Orçamento previsto para 2013, que é de R$ 240 milhões. “O pagamento das dívidas está entre nossas prioridades. Precisamos equacionar os débitos para iniciar novos investimentos, de forma a não comprometer ainda mais a saúde financeira da Prefeitura, o que impossibilitaria a viabilização de projetos futuros”, declarou o prefeito Saulo Benevides. Por conta da situação financeira Saulo contingenciou o Orçamento em 25%.

Mas a situação pode ser ainda mais complicada, como explica o secretário de Finanças do município, Antônio Carlos Lima. “Os números previstos na peça orçamentária deste ano não deverão ser atingidos. Tomamos como exemplo o orçamento de 2012, que teve déficit de aproximadamente 20%”, explicou.
A Prefeitura já trabalha na busca de recursos nas esferas Federal e Estadual para tentar amenizar o impacto das dívidas sobre os investimentos públicos municipais. “Estamos engessados neste primeiro ano de mandato, e por isso mesmo solicitei ainda mais dedicação dos secretários, para não ficarmos apenas neste discurso. Temos e estamos buscando soluções”, afirma o prefeito.

Compartilhe