Defesa Civil de Ribeirão Pires realiza 15 atendimentos no fim de semana prolongado

A Defesa Civil de Ribeirão Pires esteve empenhada ao longo do final de semana prolongado – entre sábado e domingo últimos. Foram 15 atendimentos realizados em três dias, o que demandou toda a equipe da corporação nas ocorrências para minimizar as interferências das chuvas e do forte vento na cidade. Quatro pontos de Ribeirão Pires registraram desbarrancamento e houve 11 quedas de árvores em diversos bairros.

Defesa Civil não registrou vítimas

Não foram registradas vitimas em nenhuma das ocorrências. “Nosso principal foco são as ações preventivas, mas também atendemos aos diversos chamados que podem acontecer a todo o momento. Nossos agentes estão treinados para agir com precisão e minimizar os efeitos causados pelas tempestades”, declarou o Coordenador da Defesa Civil, Cesar Theodoro.

Para entrar em contato, a Defesa Civil está à disposição dos moradores de Ribeirão Pires pelo atendimento emergencial 199 ou pelo número de telefone 4825-1830.

Prevenção

A Defesa Civil participou, nos dias 7 e 8 de novembro, de capacitação voltada para a região metropolitana de São Paulo. O evento aconteceu no Instituto Mauá, localizado em São Caetano do Sul, organizado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil para 27 municípios. Com informações atualizadas sobre a operação que será implementada durante o período chuvoso – entre 1 de dezembro de 2017 e 15 de março de 2018 – Ribeirão Pires colocará em prática a Operação Verão Seguro (OVS, regida pelo Decreto Municipal nº 6.584 de 2015).

Serão formados grupos de trabalho para a execução de atividades previstas, tais como: Grupo Intersecretarial de Coordenação (GIC), que responde por todas as atividades e demandas dos demais grupos que compõem a Operação; Grupo Técnico Executivo (GTE) que garante celeridade e eficiência; Grupo de Mobilização Social (GMS) para atendimento às pessoas atingidas; Grupo de Atendimento à Emergências (GAE) que proporciona assistência e atendimento de acordo com a necessidade; Grupo de Ações Recuperativas (GAR) para prestar serviços de reconstrução das áreas atingidas; Grupo de Remoção, Refúgios e Abrigos (GRRA) para acompanhamento das pessoas desalojadas ou desabrigadas; e Grupo Especial de Fiscalização Preventiva e Monitoramento (GEFIS) para acompanhamento e providências legais quanto áreas atingidas.

Lançamento

Em dezembro, a Defesa Civil realiza o lançamento da OVS. Todos os envolvidos no processo devem participar do evento que será aberto ao público. Integrantes dos Núcleos Comunitários de Proteção e Defesa Civil (Nupdecs) também devem participar. Integrantes do Jeep Clube de Ribeirão Pires, Rádio Pérola da Serra, Corpo de Bombeiro, Polícia Civil e Militar, Aciarp se juntam ao propósito de cuidar do município. A proposta é buscar o envolvimento de toda a cidade que deverá estar em alerta quanto aos perigos das chuvas intensas.

Compartilhe