Comportamento no trânsito

Diariamente nos deparamos no trânsito com os mais diversos tipos de comportamentos e atitudes dos condutores.

Também sempre somos indagados por outros tantos condutores e cidadãos, sobre o porquê de tantas infrações e atitudes de risco que são presenciadas, algumas chegando até ocasionar acidentes.

Todos sabem que após a implantação do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o treinamento para motoristas já atingiu um percentual elevado, não sendo novidade, portanto, nem falta de conhecimento, as regras básicas para uma direção segura.

Todavia, o que observamos em tais situações não passa necessariamente pela falta de conhecimento ou treinamento dos condutores, e sim por alguns hábitos arraigados, onde muitos ainda querem se beneficiar da famosa lei do Gerson, aquela onde se podia levar vantagem em tudo.

Por isso, em todos os lugares que passamos, sempre existe a presença de condutores cometendo algum tipo de infração de trânsito.

Esses atos isolados, porém, sempre de alto risco para os demais que seguem todos os preceitos da lei, ou seja, sabem exercer com dignidade seus direitos e deveres, não passam simplesmente de um fenômeno chamado, FALTA DE CIDADANIA, que nos últimos tempos vem registrando um avanço no seio da sociedade, talvez incentivado pela grande inversão de valores, que vem assolando quase todos os segmentos da atividade humana no país, e supervalorizada pela mídia.

Por isso, é hora de reflexão, nada mudará se nós não mudarmos.

PENSE NISSO!

Samuel Nunes

Agente, Instrutor e Consultor de Trânsito

Compartilhe