Comerciantes e moradores da Santa Luzia pedem reativação do Posto da GCM

Comerciantes e moradores do bairro Santa Luzia, em Ribeirão Pires, continuam insatisfeito com o clima de insegurança na região e estão coletando assinaturas para que o posto da Guarda Civil Municipal, localizado no bairro, seja reaberto.

A sensação de medo, somado aos recentes assaltos à mão armada e furtos, tem tirado o sono principalmente dos comerciantes. “Não me sinto seguro, há falta de policiamento e estamos vulneráveis a criminalidade”, disse Mamede Vital Neto, que possui um salão de cabelereiro na região. A iniciativa de se fazer o abaixo-assinado veio depois de várias tentativas da população solicitar junto à Prefeitura mais segurança para o bairro, sem no entanto um atendimento satisfatório. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, foram registrados nos três primeiros meses do ano 216 furtos no município de Ribeirão Pires.

O depósito Casa Center, localizado na Avenida Francisco Monteiro, próximo ao Posto desativado, foi vítima recentemente da criminalidade. No último dia 05, um homem armado entrou no estabelecimento se passando por um cliente e anunciou o assalto, pedindo para que fosse passado todo o dinheiro que tinha em caixa. Por conta disso, algumas medidas de segurança no local foram realizadas:  a entrada do estabelecimento passou a ser na lateral do prédio e o horário de fechamento mudou das 18h para as 17h30. “Todos os comércios aqui já foram assaltados, nós fomos vítimas de violência e ameaças, tememos pela nossa segurança”, relatou Zilma Carvalho, dona do depósito, que completou: “o Posto da Guarda Civil Municipal aparentemente está em perfeito estado de conservação, então é necessário que se coloque gente para trabalhar. O prefeito em sua campanha prometeu segurança e saúde, mas infelizmente não é isso que estamos presenciando”, enfatizou.

Não só os comerciantes temem pela segurança, os moradores da região já não se sentem mais seguros. “Antigamente não tínhamos medo de andar pelas ruas. Hoje, está muito diferente, não vemos mais tantos carros policiais fazendo rondas e os criminosos estão se aproveitando dessa situação”, disse Ana Carolina, moradora do bairro. Os moradores também têm registrado constantemente nas redes sociais diversas tentativas de assaltos as residências.

O abaixo-assinado está disponível para assinatura no Depósito Casa Center, localizado na Avenida Francisco Monteiro, 3831. Quando um grande número de pessoas firmarem, ele será encaminhado às autoridades competentes para que a solicitação de reabertura do Posto da GCM seja atendida. Segundo os munícipes, toda a região será beneficiada e consequentemente haverá mais segurança para quem mora no bairro e proximidades.

Atualmente, a cidade conta com 5 postos da GCM em funcionamento: Centro, Ouro Fino, Paço Municipal, Pátio Municipal e Complexo Ayrton Senna. A reportagem entrou em contato Secretaria de Segurança Pública do Município, que em nota disse que a PM e a GCM do Município estão realizando “Operações conjuntas de saturação e bloqueios em áreas com maior índice criminal”.

Compartilhe