Com parecer favorável, risco de Saulo perder mandato é quase nulo

Na última segunda-feira, o Tribunal Regional Eleitoral recebeu o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-SP) a respeito do processo que pedia a cassação do registro de candidatura de Saulo Benevides por suposto abuso de poder econômico ocorrido nas últimas eleições.

No ano passado, a ação foi alvo de polêmica, uma vez que o candidato que representou a coligação Unidos para Seguir Avançando, Dedé da Folha, entrou com petição manifestando a desistência. O grupo que fazia parte da coligação alegou não ter conhecimento da decisão, o acusando, entre outras coisas, de “traidor” além de solicitar o desentranhamento (retirada) da petição e manutenção do recurso. O caso foi remetido à PRE-SP que fez sua análise por meio do procurador Paulo Thadeu Gomes. Na última segunda, ele emitiu parecer favorável à extinção do feito e consequente resolução do mérito.

Com isso, a decisão cabe à juíza Clarissa Campos Bernardo que pode, ou não, acatar o parecer da procuradoria. O julgamento será realizado nos próximos dias.

Compartilhe