CIESP, ACIARP e Poder público discutem desenvolvimento

Prefeitura amplia diálogo com CIESP Santo André e ACIARP para fortalecer economia local

Nesta quarta-feira, dia 05, o prefeito de Ribeirão Pires, Kiko Teixeira (PSB), e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Menato, reuniram-se com representantes de instituições que trabalham pelo fortalecimento da indústria e do comércio da cidade e da região do ABC. O encontro contou com a participação do diretor titular do CIESP de Santo André, Emanuel Teixeira, representante da entidade em Ribeirão Pires e diretor presidente da Kinner, Joaquim Carlos Lopes da Silva, acompanhados de equipe técnica do CIESP, e o presidente da ACIARP (Associação Comercial, Industrial e Agrícola da cidade), Gerardo Sauter.

Da esquerda para direita: Sauter (ACIARP), Joaquim Lopes (Kinner), Emanuel Teixeira (CIESP), prefeito Kiko, Marcelo Menato, Ernesto Muniz e Irina Freire (ambos CIESP)

Da esquerda para direita: Sauter (ACIARP), Joaquim Lopes (Kinner), Emanuel Teixeira (CIESP), prefeito Kiko, Marcelo Menato, Ernesto Muniz e Irina Freire (ambos CIESP)

Menato reconheceu que o encontro serviu para mostrar disposição de ambas as partes na construção de políticas de apoio ao desenvolvimento da cidade. “Temos muitas oportunidades em Ribeirão Pires. A cidade precisa da força produtiva de empresários, comerciantes e investidores porque esse ano ainda será difícil e essa aproximação sinaliza um grande avanço”.

O desenvolvimento da economia de Ribeirão Pires, com a consequente geração de empregos e renda para os moradores, foi tema em destaque na reunião. Tanto o CIESP quanto a ACIARP apresentaram demandas recorrentes do empresariado.

Na avaliação do diretor titular do CIESP de Santo André, Emanuel Teixeira, é preciso quebrar paradigmas para retomar a confiança dos empresários e o ciclo de investimentos. “Precisamos passar a mensagem de que os gestores públicos estão abertos para o diálogo, dispostos a agilizar processos. É preciso enxergar que a cidade é receptiva e que a Prefeitura, junto à entidades dos setores da indústria e do comércio, estão em busca de mecanismos de solução para os desafios”, observou.

 

Compartilhe