CEEJA oferece ensino supletivo gratuito e de qualidade em Ribeirão Pires

Para aqueles que não sabem, Ribeirão Pires tem ensino supletivo. O CEEJA – Valberto Fusari (Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos), fundada em 1991, tem como objetivo ajudar jovens e adultos a concluir os ciclos escolares.

Escola fica no Centro Alto

A escola oferece os modulos de 5ª a 8ª séries e ensino médio e todo o material para estudo é gratuido. A instituição atende a cerca de 1.500 alunos por ano em um trabalho realizado juntamente com o Estado e Municipio que torna possivel a formação dos jovens.

O CEEJA desenvolve um interessante trabalho de eliminação de materias, que o vice-diretor, José Basso Jr, explica: “o aluno recebe as apostilas referente a série, e pode escolher a materia que gostaria de eliminar primeiro, e leva para estudar em casa. Quando se sente preparado realiza o exame e elimina a materia. Existe casos de alunos que dentro de um ano eliminam o colegial, mas isso não se aplica a todos, já que cada um tem seu próprio ritmo”.

A escola também conta com uma equipe de vinte professores e estrutura para receber alunos especiais.“Só não estuda quem não quer. Oferecemos a oportunidade para todos que tem o sonho de concluir os estudos”, afirma Basso Jr.

Para o bem estar dos estudantes, o local oferece lugar calmo para estudar, como auditório, sala de leitura e sala de informatica, “contamos também com outros diferenciais, como o atendimento individual com o professor e horario flexivel das 8h às 22h. E, para facilitar a vida dos estudantes, cobramos apenas a presença uma vez por semana dos alunos”, completa o vice-diretor.

O ensino supletivo no Brasil mostra resultados possitivos na educação, resgistrando melhoras significativas entre 1995 e2009, amédia de anos de estudo da população aumentou de 5,2 para 7,2 anos, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Neste mesmo período, a taxa de analfabetismo entre pessoas com mais de 15 anos de idade caiu de 15,6% para 9,7%. Apesar dos avanços, a população ainda está com carência na etapa considerada obrigatória e de direito dos cidadãos.

Para aqueles que concluíram as etapas do ensino supletivo, a entrega do certificado de conclusão e boletim escolar, oferece os mesmos direitos de quem alcança os diplomas do fundamental e do médio na escola regular. “No CEEJA não fugimos a regra, e entregamos toda a documentação de conclusão do curso. E ainda é realizada uma formatura. Este ano, por exemplo, a cerimônia será realizada hoje, às 19h, no auditório da escola”, José Basso.

Inscrições – Os interessados maiores de 18 anos podem comparecer no CEEJA das 8h às 17h munidos de RG. As inscrições são gratuitas e estarão abertas a partir de janeiro. Mais informações pelo telefone 4823-7461.

Compartilhe