Casamento Comunitário celebra primeira união gay de Ribeirão Pires

No último domingo, foi celebrada mais uma edição do Casamento Comunitário, promovido pela Prefeitura de Ribeirão Pires. Desta vez, 55 casais formalizaram suas uniões na Tenda Multicultural, que fica no Complexo Ayrton Senna.

Aline Maia e Fernanda Torres foram protagonistas do primeiro casamento homossexual de Ribeirão Pires.

Em clima de alegria, a primeira-dama e secretária da Promoção Social Michelle Benevides agradeceu a presença de todos: “em primeiro lugar, gostaria de agradecer a presença de todos neste dia tão especial. Eu tenho certeza que após o cerimonial, famílias serão formadas e laços de união serão enfim reconhecidos perante a sociedade”.

Durante a cerimônia, foi possível comprovar que a força do amor não tem idade e nem preconceito. O casal mais idoso do evento, formado por Claudio Pereira, 77, e Dinora Marcolino do Santos Pereira, 55, registrou em Cartório a união que dura mais de 30 anos. Ela conta como conheceu seu marido: “Nos conhecemos no trabalho. Ele era encarregado de produção e eu secretária. Namoramos por seis anos até termos o primeiro de dois filhos”. Sobre o relacionamento duradouro, Dinora conta o segredo: “O amor é à base da família”. O casal teve como padrinhos o prefeito Saulo Benevides e a primeira dama. A deputada estadual Vanessa Damo e seu marido, José Carlos Orosco Júnior foram padrinhos, do casal mais jovem no evento, Victoria Martins Silva, 16, e Kleber Ferraz de Matos, 25.

A cidade também teve a primeira união homossexual com Aline Maia, 23, e Fernanda Torres, 24. “Agora estou mais calma, estava um pouco nervosa antes da cerimônia. Confesso que fiquei surpresa com o apoio que tivemos, não tivemos nenhum empecilho para participar do Casamento Comunitário”, revela Aline. Sobre tempo de relacionamento e como se conheceram Aline conta : “Conheci a Fernanda no trabalho, há três anos. Foi amor a primeira vista”.

Com a bênção dos familiares, Aline e Fernanda foram as primeiras na região a oficializar a união entre pessoas do mesmo sexo. Com planos para os próximos anos, o casal realizou o sonho de registrar a união em cartório graças à recente decisão do Conselho Nacional de Justiça, que autorizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em todo o País.

Compartilhe