Carta aberta ao Sr Edinaldo de Menezes:

Enquanto escrevo este texto Sr Edinaldo, já sei e o senhor também já sabe que perdeu a eleição. O senhor vem alegando e vai continuar alegando que perdeu no tapetão. Não. O senhor perdeu por sua ganância, pelo abuso do poder, pelo menosprezo as leis e aos opositores.

E por falar em opositores, eu Gazeta, fui um dos mais ferrenhos, mas espero que o senhor concorde que fui um oponente leal. Combati dentro das regras e com as armas permitidas, jamais usando de golpes baixos contra o senhor, seus amigos, sua família, embora eu tivesse motivos de sobra para fazê-lo, e o senhor sabe disso.

Entretanto minha criação e o código de ética dos jornalistas que militam nessa casa jamais permitiriam usar informações de cunho pessoal ou familiar para antingi-lo em sua honra. Nosso embate foi exclusivamente político baseado em fatos fartamente documentados não passando nem perto de configurar calunia ou difamação.

Em vista do exposto, quero aqui de público declarar uma trégua unilateral, que se aceita acabarão com as rusgas e seguiremos em frente.

Apenas um aviso: caso o senhor resolva candidatar-se a qualquer cargo público no município de Ribeirão Pires, saiba que terá de minha parte a mesma implacável oposição. Disse.

 

Gazeta

Compartilhe