Carlos Lima é o novo secretário de Assuntos Estratégicos

A partir de hoje, a pasta de Assuntos Estratégicos tem um novo titular que irá substituir Paulo de Tarso, que deixou o Governo recentemente. Trata-se do empresário Carlos Lima, de 50 anos. Nos últimos dez anos, se focou em gestão pública, tendo atuado como assessor do Governo do Paraná e nos últimos dois, atuou em Brasília.

Na nova função, ele terá como missão usar sua experiência para aproximar a cidade das instâncias superiores: “alguns caminhos a gente conhece, mas evidentemente precisamos pavimentá-los melhor, estreitando a relação com deputados e com a base não só com Brasília, mas também com o governo do Estado de São Paulo”, explica Lima.

“Vejo Ribeirão como uma oportunidade de fazer parte de uma equipe que está consolidada sob o comando do Prefeito Saulo e com uma grande chance de estabelecer o que já há de bom, tanto das administrações anteriores quanto da atual e também ampliar as possibilidades que esse novo governo traz. Vamos trabalhar para isso”.

Carlos Lima é filiado ao PT do Paraná, legenda em que atuou em várias frentes da direção partidária. Em Ribeirão Pires, o partido hoje está na oposição. Lima minimiza o fato lembrando a aliança nacional entre as legendas: “o PMDB não é mero aliado do PT, mas sim governo junto com o PT, ocupando inclusive a vice-presidência da República, com o Dr. Michel Temer, uma grande autoridade nacional. Quanto as questões internas do partido na cidade não tenho conhecimento ainda. A minha disposição é mais pela visão nacional, estadual e a contribuição técnica que posso dar ao Governo”, concluiu.

Sobre o fato, o secretário de Governo, Koiti Takaki, ressaltou: “a questão partidária não tem influência nenhuma. Trouxemos uma pessoa competente, que vai agregar muito a cidade”. Ele assume a pasta hoje.

Além dele, mais um nome deve integrar o governo ainda nesta quinta, José de Lucca, que receberá o convite para assumir a secretaria de Gestão e Planejamento Administrativo. A notícia deve se confirmar nas próximas horas.

Compartilhe