Bitucas de cigarro: jogue no lugar certo

bitucsHá alguns anos, entrou em vigor a lei antifumo que proibiu as pessoas de fumar em locais fechados de uso comum. Com isso, estabelecimentos, empresas e restaurantes tiveram que se adaptar com a nova lei. Muitos lugares ainda não possuem um espaço para fumantes e por isso as pessoas acabam fumando na rua e gerando um ônus muito grande para o meio ambiente, pois muitas pontas de cigarro são jogadas ao chão.

Elas podem ser pequenas, porém causam grande dano ao meio ambiente já que pontas de cigarro, as famosas “bitucas”, demoram de dois a cinco anos para se decompor. Por isso, elas devem ser jogadas no lixo ou, melhor ainda, em locais próprios. O cigarro tem substancias tóxicas e se jogadas em local indevido podem deixar a água e o solo contaminados, isso sem falar nas plantas e alimentos produzidos nesse solo. Apenas duas delas são o suficiente para contaminar cerca de dois litros de esgoto.

Pesquisa do Ministério da Saúde, revelou que aproximadamente 29 milhões de brasileiros acima de 18 anos são fumantes. Se cada um deles fumasse somente dois cigarros por dia, 58 milhões de bitucas já seriam descartadas diariamente e, ao fim do ano, esse total ultrapassaria incríveis 21 bilhões. Quando as pontas dos cigarros são descartadas corretamente, podem passar por tratamentos que retiram os elementos químicos contaminantes e as transformam em matéria-prima. Em alguns casos elas podem se tornar papel, artesanato e até mesmo tecido. Para produzir sete folhas de papel são necessárias cerca de 300 bitucas.

Vale lembrar que a ponta do cigarro é tão prejudicial quanto o próprio cigarro. Animais marinhos e aves as confundem com alimentos e isso os leva à morte. Por isso, elas são um dos principais problemas ambientais em praias. Por isso procure uma lixeira, não jogue sua bituca de cigarro no chão.

Compartilhe