Atende fácil, estaciona difícil

Foi inaugurado ontem, no centro de Ribeirão Pires, o Atende Fácil, espaço que centraliza diversos serviços públicos. Entre eles, emissão da carteira profissional e cartão do SUS, entrada no seguro desemprego, captação e cadastro em vagas de emprego, emissão de guias de pagamentos de IPTU ou ITBI e fazer cálculo de parcelamentos em atraso. Uma idéia maravilhosa! Todos os serviços em um único lugar, no centro, entre a rodoviária e o trem, ou seja, perto de tudo. Uma notícia fantástica, se não fosse um pequeno detalhe: onde a população irá estacionar para usufruir destes serviços?

Canteiro de cimento poderia ser retirado para dar espaço a um estacionamento para o Posto

Fizemos essa pergunta para prefeitura e obtivemos a seguinte resposta: “Nas áreas do entorno do Posto Atende Fácil há mais de 100 vagas de estacionamento rotativo disponíveis aos moradores e, além disso, o Posto está localizado em ponto estratégico, facilitando o acesso pelo transporte público”.

Se as vagas ao entorno já ficavam lotadas antes da inauguração, imagina a situação que ficará o entorno quando todo mundo começar a usar os serviços que antes eram divididos em vários espaços da cidade. Joana Mendes, 34, moradora da cidade e costureira, elogia a iniciativa de um espaço que concentre os serviços, mas concorda com a falta de um lugar para os veículos pararem. “Um espaço com tanta utilidade deveria ter uma estrutura completa e isso inclui estacionamento”, afirma.

O engenheiro civil, Paulo Assis, 45, concorda com a costureira. “É lógico que não tem lugar para estacionar e também é obvio que com tanto serviço ficará uma briga maior do que já é para conseguir lugar para o carro”, diz. Até quem anda de transporte público concorda com a questão. É o caso de Andressa Monteiro, 31, do lar, que mesmo sem possuir veículo percebe a defasagem no projeto municipal. “Eu não tenho carro, então para mim não tem problema, mas se eu tivesse, de fato não teria lugar para ele”, argumenta.

Uma saída para o problema, seria eliminar o canteiro de cimento que existe na frente da antiga Rodoviária e fazer com que a Avenida Capitão José Gallo fique mais larga, assim, caberá um estacionamento de carros no canto da mesma, sem atrapalhar o trânsito. Resta saber se o problema será ou não resolvido…

Compartilhe