Associação Cícera Tereza oferece alfabetização para pessoas a partir dos 45 anos

O antigo sonho em aprender a ler e a escrever está mais fácil de ser realizado para pessoas acima dos 45 anos.  A Associação Comunitária Cícera Tereza dos Santos (Rua Edmir Bozzato, 20, Jardim Itapark Novo, Mauá), comandada pelo professor Alex Trajano oferece aulas de alfabetização para esse público.

Alunos são alfabetizado na instituição, que já atendeu mais de 350 pessoas

Idealizado pelo próprio professor em 2009, as aulas são ministradas nos períodos vespertino, das 14h às 16h30, e noturno, das 19h às 21h30 e atualmente conta com 30 alunos. Durante o período em que estão na sala de aula, além da alfabetização em si, os aprendizes fazem atividades que estimulam o pensar com jogos, dinâmicas interativas, seminários, simpósios, além de palestras com profissionais de diversas áreas abordando temas que fazem parte do dia a dia.

“O processo de alfabetização dá-se através da junção de várias matrizes e métodos pedagógicos, levando em consideração a bagagem cultural, econômica e social de cada indivíduo. Com isso almejamos a formação de pessoas autônomas, pesquisadoras, com argumentação e questionamento, afim de inserir na sociedade um cidadão de participação ativa capaz de por e contrapor suas ideias e seus ideais”, explica Trajano.

Severina Ferreira, de 51 anos, aluna da instituição comenta que não teve a oportunidade de estudar no estado de Alagoas, onde morava e veio a aprender a ler e a escrever somente quando entrou na escola. “Eu cheguei a ser discriminada por não saber ler e muitas vezes pegava o ônibus errado. Hoje consigo ler e a escrever perfeitamente e isso agradeço a Deus e ao professor Alex”, disse Severina, antes de mandar uma mensagem de incentivo aos que ainda não iniciaram seus estudos. “Não tenham vergonha de ir a sala de aula. Vergonha é não saber ler. Hoje qualquer pessoa pode começar os estudos independentemente da idade”, completou.

Atualmente a instituição está precisando de patrocinadores para que o projeto prossiga durante o ano de 2018. Os interessados em participar das aulas ou ajudar com o patrocínio podem entrar em contato pelo telefone: 2877-8005 / 97696-8497 ou pelo e-mail: alextrajano95@gmail.com e falar com Alex.

Compartilhe