APRAESPI promove torneio de bocha para pessoas com deficiência física

Na última segunda-feira, a APRAESPI (Associação de Prevenção, Atendimento Especializado e Inclusão da Pessoa com Deficiência) promover a 1ª edição do Torneio Oficial de Bocha, em que participaram pacientes do Hospital Dia e deficiências físicas atendidas pela entidade.

Bocha é usada como tratamento de reabilitação

O objetivo da APRAESPI em realizar o torneio é reabilitar pessoas com sequelas e deficiências, promovendo a qualidade de vida e a independência. “A bocha trabalha principalmente os membros superiores, porém mais do que isso, traz coordenação motora, força, noção de espaço e equilíbrio”, ressalta o professor de educação física e mentor do torneio, Elton de Lima.

Outro benefício dessa prática esportiva é o aumento da auto-estima dos pacientes.

Gilson da Silva, paciente do Hospital Dia, tem sequelas no braço esquerdo por causa de um AVC (Acidente Vascular Encefálico), conta que a bocha está ajudando em sua recuperação: “Aflora a vontade e o querer com a disposição que a bocha dá. Aumenta a nossa capacidade de caminhar e seguir em frente”.

A bocha é um esporte recreativo que remonta aos tempos antigos, a um jogo de arremesso praticado na Grécia e mais tarde aperfeiçoada na Itália no Século XVI. As partidas mistas entre homens e mulheres são comuns no esporte paraolímpico.

Compartilhe