Antes tarde do que nunca

Há duas semanas, uma ótima notícia foi divulgada: A Prefeitura Municipal de Ribeirão Pires deu inicio à instalação de elevadores em alguns prédios públicos. Um deles será em um local que há muito sofre com a falta de acessibilidade: o Teatro Euclides Menato.

Um elevador no espaço cultural era uma reivindicação antiga, não só de quem possui alguma limitação de mobilidade, seja por idade avançada ou por deficiência.  Chegar à sala do Teatro Municipal é um desafio até para quem esbanja boa condição física.  O Teatro foi um projeto pensado com a melhor das intenções – oferecer uma área que valorizasse a arte e proporcionasse lazer e cultura à população -, porém, não foi tão bem pensado na hora da execução.  Mas antes tarde do que nunca. Em breve, assistir a uma apresentação no recinto deixará de ser um drama, típico de uma peça teatral.

E a ação de promover acessibilidade está se multiplicando na cidade. Trinta rampas de acesso estão sendo instaladas em diversas ruas do centro e do centro alto do município.

É uma pena que nem sempre se pensou em acessibilidade desde o primeiro tijolo e que promovê-la não é atender somente à um público específico. Ao se fazer uma via, um patrimônio público ou particular, é lamentável que, na maioria das vezes, não se pensa que a idade chega para todos; que adquirir uma deficiência não só acontece com os outros; e que quem está com a mais plena saúde, pode vir a tropeçar, sofrer um acidente… Certo dia, em uma rede social, um internauta comentou que havia acabado de ver um cadeirante cair da cadeira de rodas por conta de buracos na calçada próximo à Igreja Matriz. Acessibilidade é muito mais que rampas ou elevadores. O conjunto da obra, o ambiente como um todo deve estar propício para que a caminhada, da maneira como for e de quem for, não seja um martírio.

As ações que estão sendo feitas em Ribeirão Pires são louváveis, mas que elas se proliferem, por todos os cantos, para que todos, sem exceção, possam usufruir, integralmente, do direito de ir e vir.

Compartilhe