Anselmo confirma que pode deixar a Câmara para concorrer ao Paço

O vereador do PR, Anselmo Martins, é cotado para ser vice em uma possível chapa encabeçada pelo ex-prefeito Luiz Carlos Grecco (PRB). Segundo confirmado pelo próprio parlamentar: “Recebi esse convite, tem essa possibilidade, mas a gente ainda está pensando”.

Atuação do vereador tem sido vista com bons olhos por apoiadores

A saída de Anselmo do Legislativo só aconteceria mediante uma eventual queda do prefeito Kiko, situação incerta, porém aguardada por muitos grupos políticos da cidade. “Conversei com meu presidente para amadurecer a ideia, por enquanto eu fico no cargo”, revela o vereador. Apensar dos planos, Anselmo não acredita que o prefeito de fato corra o risco de deixar a cadeira. “Me sinto seguro a concorrer, mas não trabalho na tese de que o prefeito caia. Acho que ele consegue se manter. Ele está articulando”, completa.

O empresário Nonô Nardelli, presidente do PR, evita falar sobre o assunto e se limitou a dizer apenas que ainda não se sabe ao certo de que haverá nova eleição. “Seria precipitado afirmar seguramente qualquer coisa agora. Só vou me manifestar quando houver algum fato concreto”, disse.

Na cidade, muito se tem especulado sobre uma possível queda do Governo. Anselmo revelou que em diálogo com o prefeito, o próprio alcaide teria reconhecido de que “na pior das hipóteses ele cairia em dois anos, mas se isso acontecer, o vice assume”.

“Eles mesmos estão em um tipo de pré-campanha. A gente vê ele (Kiko) apresentando o Gabriel nos eventos”, observou o republicano.

Quanto à sua proximidade com Grecco, Anselmo avalia como positiva, mas espera que a oportunidade lhe garanta autonomia de trabalho: “Gosto muito do Grecco, mas tenho minha ideologia. Com ele eu espero ter maior autonomia. Se o prefeito quiser encostar o vice, não há nada o que se possa fazer. Com o Grecco tive a liberdade de conversar e, junto do Volpi (Clóvis, ex-prefeito), me deram certeza que eu teria autonomia”, relatou.

 

 

Compartilhe